Para acessar notícias de outros anos, clique aqui

Notícias - Ano 2016

Dra. Eni Orlandi integrou mesa-redonda do Caiite, junto à professora Dra. Belmira Magalhães, com mediação do Dr. Helson Sobrinho.

"Estrangeiros têm passe livre, nós pagamos pedágio", afirma Orlandi em mesa sobre internacionalização da ciência

(Texto de Mercia Pimentel - jornalista)

Convidada para a mesa-redonda intitulada Colonização, globalização e conhecimentos científicos, Eni Orlandi fez uma crítica às fronteiras impostas à produção do conhecimento científico no Brasil. "Estrangeiros têm passe livre, nós pagamos pedágio", afirmou a autora referindo-se à ideologia da colonização científica, segundo a qual a academia abre as portas para a importação de trabalhos acadêmicos reproduzindo um modelo de dependência global.

A discussão aconteceu hoje, no auditório da Reitoria da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) dentro da programação do Congresso Acadêmico Integrado de Inovação e Tecnologia (Caiite).

Eni Orlandi fez uma discussão ampla sobre o modelo de ciência adotado no país, que é sustentado por regras de validação internacionais. "A ideologia da colonização atravessa as nossas relações. Os de fora entram tranquilamente, mas as nossas fronteiras internas são controladas, vigiadas. Sempre precisamos citar os estrangeiros, mas dificilmente eles nos citam. Ao serem traduzidos, nossos textos sofrem rigorosas censuras, tendo que ser reformulados", frisou. Ao falar sobre administração da produção científica, Eni criticou  esse modelo de validação do conhecimento baseado em critérios externos. O problema, conforme a pesquisadora,  não está na validação, mas no modelo da validação que vem de fora, mesmo com a existência de produção científica considerável no Brasil. "Não sou contra o estabelecimento de critérios para validar a nossa produção, mas ao fato de estarmos sempre nesta mão única de adaptar nossa produção aos modelos que vêm de fora", lamentou.

 

A internacionalização da pesquisa, segundo ela, passa por essa lógica do gerenciamento, na qual se exige do pesquisador que ele produza em série, publique seus trabalhos e os faça circular mundialmente seguindo critérios de validação que são impostos. "O gerenciamento da ciência se sobrepõe à própria produção da ciência numa tentativa de homogeneização", destacou Orlandi. Considerando essa realidade como um processo de extensão do capitalismo, a pesquisadora destaca que a mundialização da ciência passa, ao mesmo tempo, pela ideologia (liberalismo), por uma moeda (dólar), um instrumento (capitalismo), um sistema político (democracia) e uma língua (inglês). Responsável  por trazer a Análise do Discurso (AD) francesa para o Brasil, Eni Orlandi traduziu diversos livros do fundador Pêcheux e teve também várias de suas obras traduzidas para o francês, italiano e espanhol. Nas obras Terra à vista, Discurso fundador e História das ideias linguísticas, ela discute o processo e os efeitos discursivos da colonização no Brasil.

Neocolonialismo

 

Belmira Magalhães, que é pós-doutora pela Universidade Fluminense e professora da Federal de Alagoas, também integrou a mesa-redonda mediada pelo coordenador de Pós-Graduação da Ufal, Helson Sobrinho. Ela falou sobre globalização, colonialismo  e resistência,  tendo a preocupação de atualizar esses termos no sentido de mostrar que, na contemporaneidade, globalização aparece como uma nova forma de colonialismo, funcionando no sentido de dominação."Esse funcionamento discursivo cria um simulacro, pois o termo globalização gera o efeito de que não há centro, de modo que todos acreditem ser partícipes de um mundo integrado e coeso. Uma ilusão, pois esse novo colonialismo mostra que o capital está presente controlando tudo. As empresas estão aqui fazendo o que o capitalismo avançado precisa; não há cidadãos, mas sim consumidores", salientou.

 

Notícia publicada em 10/12/2016, 23h19, e atualizada em 11/12/2016, às 10h01, originalmente no site da UFAL (gentilmente cedida para reprodução). Clique aqui e acesse a publicação na versão original.

Docentes do PPGCL participam do VII Seminário do Grupo de Teoria do Discurso - GTDis

Nos dias 08 e 09 de dezembro de 2016, as professoras Dra. Carolina Fedatto, Dra. Juciele Pereira Dias e Dra. Juliana Cavallari, docentes do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem (PPGCL/Univás), participaram do VII SEMINÁRIO DO GRUPO DE TEORIA DO DISCURSO – GTDis, promovido pelo Laboratório Arquivos do Sujeito - LAS, da Universidade Federal Fluminense, em Niterói, RJ. No primeiro dia do evento, pela manhã, as professoras Juciele e Juliana proferiram, respectivamente, as palestras “Discursividades, corpo...: e a divisão social do trabalho da leitura na ordem do digital” e “Corpo, discurso e trauma em um testemunho analítico”, compondo a primeira mesa-redonda do evento juntamente com os professores Dr. Maurício Beck (UESC), Dr. Lauro Baldini (UNICAMP) e Dra. Belmira Magalhães (UFAL). Na parte da tarde, a professora Carolina Fedatto, juntamente com os professores Dr. Lauro Baldini (UNICAMP) e Dra. Bethania Mariani (UFF), ministrou o minicurso “Discussão do texto de L. Althusser: ‘Trois notes sur la théorie des discours (1966)”, trabalhando as noções de discurso segundo Althusser e suas relações com as produções de Lacan e de Pêcheux. Além disso, as professoras participaram das reuniões científicas do Grupo de Pesquisa Teoria do Discurso, do qual a professora Juciele Dias é integrante desde 2013, do qual agora também participam a professoras Carolina e Juliana. Na sua sétima edição do evento, atualmente no formato de seminário de pesquisa, a organizadora geral do evento, professora Bethania Mariani, juntamente com membros do GTDis, os participantes das atividades buscaram promover uma interlocução entre os pesquisadores que se dedicam à Análise do Discurso e à Psicanálise em diferentes instituições do Brasil.

PPGCL realiza o I Seminário Sociedade e Sentido e o VII SEPRO - Seminário de Projetos

O I Seminário Sociedade e Sentido e o VII Seminário de Projetos (SEPRO) aconteceram no dia 24 de novembro de 2016, no salão de eventos da UNIVÁS. Prestigiaram o evento professores e alunos do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem(PPGCL), além de discentes e docentes de demais cursos de pós-graduação e de cursos de graduação da UNIVÁS e de cidades da região. O evento, promovido pelo PPGCL-UNIVÁS, através de seu Núcleo de Pesquisa em Linguagem (NUPEL), objetivou o debate em torno de temas de relevância para a sociedade, contribuindo com a formação de profissionais/pesquisadores comprometidos e consequentes com a sua práxis, discutindo, além das especificidades dos temas debatidos, a responsabilidade e as formas de manifestação da universidade voltadas à sociedade.

 

A programação do evento foi organizada em duas mesas redondas. Na primeira exposição, foi realizado o VII Seminário de Projetos do PPGCL, durante o qual tratou-se dos Convênios Interinstitucionais – Nacionais e Internacionais –firmados através do PPGCL-Univás com a Universidade de Turim (UNITO, Itália) e com a Universidade do Estado do Mato Grosso (UNEMAT). A Profa. Dra. Débora Massmann, coordenadora, juntamente com a Profa. Dra. Eni Orlandi, do Convênio com a UNITO, na UNIVÁS, abordou as proposições e objetivos deste convênio, enquanto que o Prof. Dr. Eduardo Alves Rodrigues falou sobre o Convênio com a UNEMAT, convênio este coordenado por ele, na UNIVÁS, e pela Profa. Dra. Ana Luiza Artiaga, da UNEMAT. 

 

Já a segunda mesa redonda, intitulada “Tecnologias e práticas de Linguagem”, foi realizada durante o I Seminário Sociedade e Sentido, contando com a participação da Profa. Dra. Carmen Agustini, da Universidade Federal de Uberlândia, expondo o trabalho “A atualidade da Linguística Geral de Émile Benveniste: língua, sociedade, escrita”, e com a participação da Profa. Dra. Fernanda Galli, da Universidade Estadual de São Paulo (UNESP-São José do Rio Preto), expondo o trabalho “Sentidos em rede: discursos sobre livro e leitura em tempos de tecnologias digitais”.

 

Para saber mais sobre os convênios interinstitucionais firmados entre a UNIVÁS e diversas Universidades nacionais e internacionais, clique aqui.

Docente do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem lança livro pela Pontes Editores

No dia 22 de novembro de 2016, durante o Simpósio “Bibliotecas, Arquivo e Centro de Documentação: Desafios do Mundo Contemporâneo”, realizado no Auditório do Labeurb da UNICAMP, foi lançado, pela Pontes Editores, o livro Discurso e Psicanálise: a-versão do sentido, organizado pela Profa. Dra. Juliana Santana Cavallari, docente do PPGCL-UNIVÁS, e pelos professores Dr. Lauro José Siqueira Baldini, docente do IEL-UNICAMP, e Dr. Marcos Aurelio Barbai, pesquisador do LABEURB e docente do MDCC-UNICAMP. Sem perder de vista os desafios que o encontro epistemológico entre os campos do Discurso e da Psicanálise produzem, a obra em questão reúne e divulga alguns dos trabalhos apresentados na I Jornada Internacional de Análise de Discurso e Psicanálise, que contou com apresentações de grandes nomes e estudiosos da linguagem, como Paul Henry e Eni Orlandi. Pesquisadores internacionalmente reconhecidos se mobilizaram acerca de um tema inovador e bastante atual: o sintoma como lugar de produção da subjetividade contemporânea. Boa parte dos trabalhos apresentados nesta jornada e compilados nesta obra se volta para a noção de equívoco como algo irredutível e constitutivo do discurso. Entre esses possíveis encontros e desencontros epistemológicos, os organizadores da obra apostam na dispersão. Também colaborou com um capítulo na obra a Profa. Dra. Renata C. Bianchi de Barros, docente do PPGCL-UNIVÁS.

 

Para saber mais sobre a publicação, clique aqui.

Docente do PPGCL participa da IV Jornada de Análise do Discurso da UESC

Nos dias 22 e 23 de novembro de 2016, a professora Juciele Pereira Dias, docente do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem (PPGCL/Univás), participou como convidada da IV Jornada de Análise do Discurso da UESC, promovida pelo Programa de Divulgação dos Estudos sobre Discursos e Argumentação (PROEDA), da Universidade do Estado de Santa Cruz, em Ilhéus/Bahia. Nas duas tardes do evento, juntamente com o professor Dr. Lauro Baldini (IEL/UNICAMP), a docente ministrou o minicurso “Linguagem, conhecimento e tecnologia: o gênero em questão na sociedade hoje”, em que trabalharam relações possíveis entre Análise de Discurso e História das Ideias Linguísticas, tendo como objeto de discussão Manuais Para o Uso Não-Sexista da Linguagem. Além disso, na manhã do primeiro dia do evento, a professora coordenou a mesa-redonda “Discursos em circulação: entre o verso urbano e o avesso digital”, da qual participaram a professora Dra. Fernanda Luzia Lunkes (UFSB campus Itabuna), o professor Dr. Rodrigo Fonseca (UFSB campus Teixeira de Freitas), a doutoranda Tyara Veriato Chaves (IEL/UNICAMP) e a mestranda Haisa Lima Cruz (PPGL/UESC). Já na quarta edição do evento, em formato de seminário de pesquisa, os organizadores do evento e coordenadores do PROEDA, os professores Eduardo Pires e Maurício Beck, buscaram promover uma interlocução entre os pesquisadores que se dedicam à Análise do Discurso na UESC, UFBA, UFSB (Itabuna e Teixeira de Freitas), UFS, UNIVÁS e UNICAMP.

Linguagem, tecnologia e espaço social é o título do novo volume da Coleção Linguagem & Sociedade

Foi lançado, no dia 24 de novembro de 2016, durante o Primeiro Seminário Sociedade e Sentido e o VII SEPRO (Seminário de Projetos), eventos do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem, o e-book Linguagem, tecnologia e espaço social, mais recente volume integrante da Coleção Linguagem & Sociedade, organizado pelos docentes do PPGCL Dra. Eni Orlandi, Dra. Paula Chiaretti e Dr. Eduardo Rodrigues. Esta coleção é uma das publicações do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem (PPGCL) da Universidade do Vale do Sapucaí (Univás). O volume é uma coletânea que reúne trabalhos que buscam compreender processos de significação produzidos a partir do modo como podem estar articulados e relacionados linguagem, tecnologia e espaço social, tomados, por um lado, em suas materialidades específicas, em suas espessuras históricas, e, por outro lado, enquanto lugares possíveis de atualização de funcionamentos discursivos, de produção de evidências ideológicas. É de uma perspectiva que parte do funcionamento da linguagem que tais articulações e relações são textualmente expostas nos trabalhos deste livro, o que faz funcionar o fundamento de que o espaço social e as formas tecnológicas são construções mediadas pela linguagem; e que materializam, dessa maneira, interpretações sobre o modo como os sujeitos concebem como possível e significativa sua própria existência. Os trabalhos têm em comum o fato de darem especial ênfase à face da tecnologia no referido trinômio. Assim procedendo, seus autores mostram a importância de se considerar a produção tecnológica como condição de produção determinante para a dinâmica da movimentação de sentidos que (des)estabilizam – historicizando, de uma forma ou de outra – a conformação da forma histórica da sociedade contemporânea, sobretudo, pelo modo como a administram as formações do capital, do mercado, dos estados, das instituições etc. e suas políticas. Nessa medida, a relevância desses trabalhos está no fato de que, ao mobilizarem diferentes objetos e temáticas, endereçando-lhes inquietações e questionamentos específicos, o conjunto dos resultados que cada um deles oferece ao leitor dá visibilidade à composição prismática de nossa sociedade, e, em decorrência, de possibilidades de se constituir sujeito em tal conjuntura. Ao procurarem dar consequências a tais questionamentos, com o objetivo de compreenderem como os objetos analisados significam indiciando processos de subjetivação, os trabalhos aqui reunidos expõem formas de textualização do político e a opacidade dos processos que as sustentam.

Para conhecer detalhes da Coleção Linguagem & Sociedade, clique aqui

 

Para acessar o e-book Linguagem, tecnologia e espaço social, clique aqui.

Revista Galileu publica entrevista com a Coordenadora do PPGCL sobre o discurso de Trump

 

No dia 11 de novebro, a Revista Galileu publicou em sua edição on-line uma Entrevista com a Profa. Dra. Eni Orlandi, professora, pesquisadora e coordenadora do PPGCL, em que a professora realiza uma análise do discurso de Donald Trump, empresário bilionário recentemente eleito Presidente dos Estados Unidos.

Confira a matéria no site da Revista:

http://revistagalileu.globo.com/Sociedade/noticia/2016/11/pedimos-uma-linguista-para-analisar-o-discurso-de-donald-trump.html.

A quarta edição do SIMDT aconteceu neste ano, na UNIVÁS

 

Foi realizada, nos dias 27 e 28 de outubro de 2016, a quarta edição do Seminário Integrado de Monografias, Dissertações e Teses (SIMDT). Esta edição contou com a participação de pesquisadores, inscritos com apresentação de trabalhos, da UFF, do MACKENZIE, da UNITAU, da UNIFEI, do Centro Universitário de Itajubá – FEPI e da UNIVÁS, além de um expressivo número de ouvintes durante todo o evento. Promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem da UNIVÁS por meio do seu Núcleo de Pesquisas em Linguagem, o 4º SIMDT teve por objetivo promover a visibilidade e o amplo debate sobre os modos de se fazer pesquisa no campo das Ciências da Linguagem. Este evento científico visa criar espaço para que pesquisadores, em diferentes períodos do desenvolvimento das suas pesquisas, possam apresentar seus trabalhos por meio de fóruns de discussões. O planejamento dos processos de pesquisa e o acompanhamento adequado do seu desenvolvimento favorecem e fortalecem os caminhos percorridos pelos pesquisadores em diferentes fases do seu andamento. Do mesmo modo, a apresentação da pesquisa à comunidade acadêmica é um aspecto importante para a formação do pesquisador, que se coloca ao debate a fim de contribuir e receber contribuições de pares que também estão em vistas de resolver questões de pesquisa que, numa perspectiva ampliada, são problemas sociais deslocados para o âmbito acadêmico. Desse modo, a realização de eventos científicos como este justifica-se por promover o envolvimento de pesquisadores em diferentes fases de pesquisa, trabalhando com uma diversidade de temas que compõem a problemática a ser debatida no campo das Ciências da Linguagem, fortalecendo o campo e a formação dos pesquisadores.

Acesse outras imagens e vídeos do evento em:

https://www.facebook.com/PPGCienciasDaLinguagem

ou pela #simdt2016 , em programas de busca na internet.

Primeira edição do CINECLUBE Ciências da Linguagem

 

A primeira edição do CINECLUBE Ciências da Linguagem aconteceu no dia 26 de outubro de 2016, na Praça Central da UNIVÁS (Unidade Fátima), expondo o documentário “Só dez por cento é mentira”, de 2008, dirigido por Pedro Cezar. O documentário é baseado na obra do poeta Manoel de Barros e é apresentado por seus produtores como “um original mergulho cinematográfico na biografia inventada e nos versos fantásticos do poeta sulmatogrossense [...] procurando resignificar as 'desimportâncias' biográficas e a personalidade 'escalena' do poeta, colocando foco sobre a produção de sentidos". Com o objetivo de proporcionar outras leituras a partir da narrativa cinematográfica, a atividade também contou com uma sessão de debate acerca da obra do poeta e das possibilidades de significação na/da literatura. De maneira ampla, o CINECLUBE Ciências da Linguagem objetiva a criação de um espaço para que os alunos de graduação e pós-graduação da universidade, assim como a sociedade em geral, possam se reunir para debater, a partir da leitura de filmes não comerciais, temas do cotidiano, colocando em questão interpretações sobre a sociedade contemporânea.

Para saber mais sobre o documentário “Só dez por cento é mentira”, visite o website: http://www.sodez.com.br/o_filme.htm.

Coordenadora do PPGCL-UNIVÁS recebe homenagem durante o II Encontro Nacional em Semântica e I Ciclo de Palestras em Análise do Discurso

 

A Profa. Dra. Eni Orlandi, coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem da UNIVÁS, participou, no dia 18 de outubro, do II Encontro Nacional em Semântica e I Ciclo de Palestras em Análise do Discurso, realizado pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) na unidade de Campo Grande. Em sua participação, Eni Orlandi ministrou a conferência intitulada “A Mantiqueira”, mostrando os modos como a Língua Indígena está fortemente presente na Língua Brasileira, que é o português com a presença da língua indígena. Isso porque, assim como vem apontando a pesquisadora em seus trabalhos, as línguas não seguem os limites que os sujeitos lhes impõem.

O evento, organizado pelo Centro de Pesquisa em Análise de Discurso – CEPAD, sob coordenação do Prof. Dr. Marlon Leal Rodrigues, da Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul, teve a participação de grandes pesquisadores da UNICAMP, UFMG, UFGD, UFSCAR, UFJF, UNESP, UNEMAT e UNIGRAN.

Nesta data, a Profa. Eni Orlandi foi homenageada por ser a responsável em trazer, para o Brasil, a teoria da Análise de Discurso, e pela sua expressiva importância nos estudos da Linguística e das Ciências da Linguagem.  A pesquisadora é responsável pela formação de um grande e importante grupo de pesquisadores em todo o Brasil, que vêm desenvolvendo suas pesquisas com objetivo de compreender as relações entre linguagem e sociedade, filiados, sobretudo, ao modo como Eni Orlandi formulou e desenvolveu a Análise de Discurso no Brasil, a partir do modo como Michel Pêcheux formulou com seus pares a Análise de Discurso na França.

 

Acesse também outras notícias sobre o evento nos seguintes endereços:

https://www.facebook.com/cepadcg/

 

http://cepad.net.br/site/index.php/pesquisa/item/277-maior-pesquisadora-em-analise-do-discurso-ministra-palestra-na-uems-cg

 

http://www.uems.br/noticias/detalhes/maior-pesquisadora-em-analise-do-discurso-ministra-palestra-na-uemscg-174143

III PPGCL ACONTECE discute Perspectivas para a Carreira na Pós-graduação

 

No dia 06 de outubro de 2016, as professoras Dra. Juliana Cavallari e Dra. Carolina Fedatto, docentes do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem, realizaram mais uma atividade promovida pelo PPGCL. A realização da terceira edição do PPGCL Acontece objetivou o estabelecimento de um momento de bate-papo entre docentes e discentes do PPGCL com os alunos dos cursos de graduação da Univás, em que foram discutidos possíveis caminhos de serem percorridos por profissionais de diferentes áreas a partir da pós-graduação, apontando o alcance e as transformações pessoais e profissionais que podem decorrer de inscrição na Pós-Graduação em Ciências da Linguagem da UNIVÁS. Nessa edição, foram abordadas as diferenças entre pós-graduação lato e stricto sensu, a importância da autonomia profissional conferida com a experiência de pesquisa e os retornos positivos do mercado de trabalho aos mestres e doutores, além de divulgados o funcionamento dos cursos oferecidos pelo PPGCL, o processo seletivo, as atividades de extensão, e as atividades do CELI – Centro de Ensino de Línguas. Os doutorandos Guilherme Beraldo e Tatiana Barbosa e a mestranda Bruna Machado relataram suas experiências como discentes do Programa. O público presente teve a oportunidade de conversar com as docentes e com os pós-graduandos do PPGCL sobre temas de pesquisa, sobre a relação com professores e colegas, sobre disciplinas, eventos e grupos de estudo e pesquisa. Participaram ativamente deste evento alunos dos cursos de Administração, Ciências Contábeis, Gestão de Recursos Humanos, Pedagogia, História, Marketing e Publicidade e Propaganda, que demonstraram grande interesse pela continuidade dos estudos.

Docente e discente do PPGCL participam do  IX Workshop do GELS: Quarentenário da ausência-presença de Émile Benveniste, na UFU

 

Nos dias 03 e 04 de outubro de 2016, o professor do PPGCL Dr. Eduardo Alves Rodrigues, participou, na Universidade Federal de Uberlândia, do  IX Workshop do GELS: Quarentenário da ausência-presença de Émile Benveniste, evento promovido pelo Grupo de Pesquisa e Estudos em Linguagem e Subjetividade (GELS), do qual participa como docente pesquisador. O GELS é liderado no ILEEL-UFU pelas professoras Dras. Cármen Agustini e Carla Tavares. Nessa edição do workshop, foram apresentados trabalhos que debatem, analisam e mobilizam a obra e o pensamento do linguista Émile Benveniste, oportunidade em que o Prof. Eduardo apresentou o trabalho "O estatuto epistemológico da noção de simbólico nos Problemas de Linguística Geral". Também participou do evento, como ouvinte, o discente Joel Bombardelli, doutorando do PPGCL.

Quarta edição do Café com Saber acontece em Alfenas (MG)

 

Na quinta-feira, dia 29 de outubro, o Programa de Pós Graduação em Ciências da Linguagem (PPGCL), por meio do seu Núcleo de Pesquisas em Linguagem (Nupel), realizou a quinta edição do “Café com Saber”, no Café Don'Ana, na cidade de Alfenas (MG). O Café com Saber é uma atividade itinerante realizada pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem da Universidade do Vale do Sapucaí (UNIVÁS). O evento tem o objetivo de levar ao público, e discutir com ele, diferentes temas que têm em comum a relação entre linguagem e sociedade. O Café com Saber também tem como proposta aproximar a universidade da comunidade em geral, proporcionando a divulgação dos trabalhos de pesquisa realizados no meio acadêmico. Este evento se apresenta como um espaço de troca e de diálogo entre os participantes: todos são convidados a falar, a ouvir, a expor suas ideias e a debater sobre a temática apresentada. Em 2016, o projeto chegou à cidade de Alfenas (MG).

 

Com o tema "Censura e violência: liberdade, mídia e sociedade", a proposta da 5ª edição do evento foi estimular conversas sobre o papel da linguagem na constituição e difusão da violência, debatendo suas formas e sentidos no mundo atual. A atividade teve a entrada gratuita e foi realizada no dia 29 de setembro, às 17h, no Café Don’Ana, no centro de Alfenas. A conversa foi dirigida pelo Prof. Dr. Eduardo Alves Rodrigues, docente e pesquisador do PPGCL, com participação do Prof. Ms. Joel Bombardelli, doutorando no programa. Ao trazerem para reflexão os temas "censura", "violência" e "liberdade", os pesquisadores buscaram mostrar que os sentidos que são produzidos em torno dessas construções, na atualidade, retornam de certa maneira e circulam compondo a pauta de urgência de práticas midiáticas e sociais, acirrando a disputa pela palavra, pela razão, pelo poder.

 

O Café com Saber é um programa cultural que o PPGCL desenvolve também enquanto atividade de extensão, propondo sempre a realização de um debate junto à sociedade de temas relevantes da atualidade. Os convidados, professores e coordenadores de outras instituições e das Secretarias de Educação, bem como outras pessoas que residem e trabalham em Alfenas, participaram do debate com comentários e relatos que contribuíram com o alargamento da compreensão da linguagem pensada em seu funcionamento no interior das relações sociais. O Café com Saber é realizado desde 2013, tanto em Pouso Alegre como em outras cidades da região do Sul Mineiro.

Docente e discentes do PPGCL participam de evento em São João Del Rei

Convidada a participar de uma Mesa de Debate durante o XIII Congresso Brasileiro de Ensino Superior a Distância e II Congresso Internacional de Educação Superior a Distância (XIII ESUD), a Profa. Dra. Renata Chrystina Bianchi de Barros apresentou parte das pesquisas desenvolvidas no Projeto de Pesquisa “Tecnologias de linguagem e (re)existência: a escrita de si na materialidade digital”. Em sua participação, a professora apresentou reflexões analíticas acerca da relação entre linguagem e tecnologia, percorrendo um caminho que visou à compreensão dos modos como a sociedade é afetada e se transforma frente às mudanças ligadas aos aspectos tecnológicos. Pensando a tecnologia perpassada pela linguagem em sua dimensão social significativa, a sua participação, na mesa de debate “Tendências Tecnológicas na Educação Superior e na EaD”, objetivou pensar os efeitos da tecnologia no campo da educação superior a distância. Os alunos Pablo Luiz Martins e Erika Loureiro Borba, doutorandos do PPGCL, também participaram do evento apresentando suas pesquisas. O evento foi promovido pela UNIREDE e organizado pela UFSJ, e realizado no período de 12 a 15 de setembro de 2016, com a tema “Humanismo, Tecnologias e Políticas em EaD".

 

Outras informações sobre o evento podem ser acessadas no endereço eletrônico: https://esud2016.ufsj.edu.br/.

O Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem realiza atividade de extensão com alunos de cursos de graduação da UNIVAS

Nos meses de agosto e setembro de 2016, o Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem desenvolveu a atividade “PPGCL ACONTECE” em áreas comuns de convivência na UNIVÁS. O objetivo principal da atividade foi o de promover a integração com os cursos de graduação da UNIVÁS. Foram duas edições do PPGCL Acontece, realizadas no dia 03 de agosto, na Unidade Fátima, e no dia 15 de setembro de 2016, na Unidade Central, contando com expressiva participação dos alunos de diferentes cursos de graduação de nossa instituição, os quais puderam usufruir de um espaço de fala e escuta acerca de diferentes temáticas em pauta em nosso cotidiano.

Nessas atividades, docentes do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem convidaram alunos dos cursos de graduação da Universidade do Vale do Sapucaí a fazerem uso de uma tribuna, disposta nos espaços de convivência das duas unidades da UNIVÁS, de modo a se posicionarem a respeito de diferentes temas, respondendo perguntas como “o que você gostaria de dizer sobre (machismo, família, feminismo, política, tecnologia, estupro, espaço urbano, espaço rural, arte, cinema etc.)?”

 

Ao participaram dessa atividade, os alunos relataram que, apesar da atualidade dos temas apresentados e da ampla circulação dos mesmos nas diferentes mídias, sentiram certa dificuldade em responder às perguntas, já que  não haviam pensado em se posicionarem em relação a estes assuntos anteriormente.

A atividade foi filmada e, em breve, o resultado dessa intervenção será apresentado no formato de vídeo, a ser disponibilizado no site do PPGCL.

Atividades como essas, desenvolvidas no âmbito do PPGCL ACONTECE, pretendem fomentar a articulação das atividades do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem com os cursos de Graduação da UNIVÁS (Unidades Fátima e Central), integrando a prática de extensão realizada permanentemente pelo PPGCL.

Grupo DiSenSo (PPGCL) participa do I Encontro de Pesquisa em Educação e Sociedade, na UFPA, em Cametá (PA)

Nos dias 08 e 09 de setembro, o Grupo de Pesquisa “Discurso, Sentidos e Sociedade” (DiSenSo) participou do I Encontro de Pesquisa em Educação e Sociedade, promovido pela UFPA, campus Cametá, em parceria com o PPGCL da Univás. Durante o encontro, além dos riquíssimos trabalhos apresentados nas comunicações, o grupo teve a oportunidade de aprofundar suas pesquisas e de reafirmar a profícua parceria com pesquisadores daquela instituição, dando continuidade aos estudos que vem desenvolvendo. O grupo de pesquisa "Discurso, Sentidos e Sociedade" (DISENSO) é coordenado pelas professoras Dra. Débora Massmann e Dra. Andrea Domingues, docentes do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem da Universidade do Vale do Sapucaí (Univás).

Mesa redonda de abertura “Linguagem, Sociedade e História”

Composição:

Prof.ª Ma. Patrícia Brasil (Makenzie/SP)

Prof.ª Dra. Débora Massmann (PPGCL – Univás)

Prof.ª Ma. Lidia Noronha Pereira (PPGCL – Univás / FAPEMIG)

Prof.ª Dra. Celeste de Moraes Pinto (PPGEDUC – UFPA)

Prof.ª Dra. Andrea Domingues (PPGCL – Univás)

Prof. Dr. Doriedson Rodrigues (PPGEDUC – UFPA)

Prof. Dr. Jorge Domingues Lopes (PPGEDUC – UFPA, mediador da mesa).

Sessão de Comunicação

Prof. Me. Cleyton Costa (Univás)

Oficina: O direito à diversidade: questões de gênero na escola

Profª. Dra. Débora Massmann (PPGCL – Univás), Profª. Ma. Lidia Noronha Pereira (PPGCL – Univás / FAPEMIG) e Profª. Ma. Patrícia Brasil (Makenzie/SP)

Participação especial dos índios da tribo Assurini-trocará.

Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem publica o novo número da Entremeios, Revista de Estudos do Discurso

O Programa de Pós-graduação em Ciências da Linguagem (Mestrado e Doutorado) da UNIVÁS publica, anualmente, 2 edições de seu periódico científico eletrônico Entremeios, Revista de Estudos do Discurso (ISSN 2179-3514). Em agosto último, foi ao ar o 13º volume da Entremeios, com uma novidade: a recém-criada Seção Temática. Além dos artigos publicados na seção Estudos, os textos da atual Seção Temática se dedicam a compreender discursos sobre segurança tomados em face a políticas e processos de significação. A Entremeios está em seu 6º. ano de existência, tendo publicado seu primeiro volume em 2010. Desde então, a Revista se propõem, dentro da grande área de Linguística e Literatura (CAPES), a publicar artigos científicos que promovam o debate entre perspectivas teóricas que se posicionem sobre a relação entre a linguagem e a conjuntura em que existe, funciona e é praticada, produzindo efeitos.
No presente volume, além dos artigos que apresentam resultados de pesquisas desenvolvidas por pesquisadores de diferentes Programas de Pós-Graduação de diversas Instituições de Ensino Superior, a Entremeios publica uma entrevista com a renomada pesquisadora da Unicamp, na área de Linguística Aplicada, Maria José Coracini, além da Resenha de uma importante obra, de autoria da pesquisadora Mariza Vieira da Silva (UCB): História da Alfabetização no Brasil: sentidos e sujeitos da escolarização. O acesso e a submissão de trabalhos à Revista se dá pelo endereço www.entremeios.inf.br. Os textos encaminhados à Revista são submetidos à avaliação às cegas por pares, doutores formados na área.

PPGCL realiza a II Jornada LINCOTEC - Linguagem, Conhecimento e Tecnologia

 

Aconteceu, no dia 25 de agosto de 2016, no Salão de Eventos da Universidade do Vale do Sapucaí (Unidade Fátima), a II Jornada LINCOTEC - Linguagem, Conhecimento e Tecnologia, evento em foram apresentadas pesquisas e algumas das relações interinstitucionais que fomentam a linha de pesquisa Linguagem, Conhecimento e suas Tecnologias do Programa de Pós-graduação em Ciências da Linguagem.

A mesa de abertura do evento foi formada pela Pró-reitora de Pós-Graduação e Pesquisa da Univás, Profa. Dra. Andrea da Silva Domingues, pelo Pró-reitor de Extensão e Assuntos Comunitários, Prof. Dr. Antônio Homero Rocha Toledo, e a Coordenadora Adjunta do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem (PPGCL), Profa. Dra. Débora Massmann. Na ocasião, as autoridades lembraram da frequente parceria entre o PPGCL-Univás e as Pró-reitorias, fortalecendo o desenvolvimento das pesquisas e sua articulação com a extensão universitária.

Participaram do evento, contribuindo com o debate na plateia, pesquisadores da Universidade Federal de São Carlos (UFScar), Universidade Federal Fluminense (UFF), Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e Universidade do Vale do Sapucaí (UNIVÁS), abrangendo a Graduação, a Pós-graduação e a Iniciação Científica.

Em sua segunda edição, a Jornada LinCoTec foi pensada de modo a fomentar o debate para a compreensão dos modos como a tecnologia afeta a produção de sentidos nas diferentes práticas de linguagem. As exposições dos convidados e também dos ouvintes durante os debates partiram de uma tomada de posição frente ao processo de produção de conhecimento, pela relação com a linguagem e com a(s) tecnologia(s).

A programação foi composta por pesquisadores que vêm se dedicando ao estudo dessa relação, e sobre os seus efeitos na sociedade. Debruçados sobre diferentes objetos de análise, voltados a compreender os modos como a tecnologia e as mídias digitais afetam e transformam a sociedade, as exposições suscitaram amplo debate. Em suas exposições, as pesquisadoras Dra. Paula Chiaretti (PPGCL-UNIVÁS) e Dra. Renata Barros (PPGCL-UNIVÁS) apresentaram suas considerações a partir de análises das atividades realizadas pelo Núcleo de Pesquisas em Linguagem do PPGCL-UNIVÁS durantes as duas edições da Feira de Ciências e Tecnologia da UNIVÁS, nos anos de 2015 e 2016. Voltadas a pensar as tecnologias de linguagem nas produções de narrativas pela escrita de microcontos e pela pintura, as professoras do PPGCL apresentaram o modo como vêm investindo outro olhar sobre a práxis enquanto pesquisadoras e docentes da Pós-Graduação no Brasil, atuando singularmente na região do Sul Mineiro. A Dra. Aureci Costa, pós-doutoranda no PPGCL-UNIVÁS, discorreu acerca de sua pesquisa sobre as discursividade da/na Educação a Distância, problematizando as formas de apresentação do EAD no Brasil e as práticas nessa modalidade de ensino.

 

Os pesquisadores Ms. Rômulo Osthues (LABEURB-UNICAMP) e Ms. Cleyton Torres (LABEURB-UNICAMP), com apresentações que se aproximavam pela temática da cidade, apresentaram suas pesquisas desenvolvidas no Grupo de Pesquisa e-Urbano, as quais versam a respeito das discursividades e dos modos de circulação de sentidos da/na cidade afetados pela materialidade digital.

Proferindo a Conferência "Conhecimento e Informação na Sociedade Contemporânea", a Profa. Dra. Eni Puccinelli Orlandi, coordenadora e docente do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem, discutiu a relação informação e conhecimento através do digital na relação com a capacitação e a formação, frente à educação social, que, pela maneira como tem sido feita, serve mais à capacitação para o emprego e consumo do que à formação para o conhecimento e a transformação necessária nas relações com a sociedade. Em sua exposição, a Profa. Eni discorreu sobre as repercussões dessas relações sobre o que significam contemporaneamente as Ciências Humanas e Sociais.

O evento contou também com a participação do Artista Plástico José Contigio. Formado em Educação Artística pelo Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, e discente do curso de Mestrado em Ciências da Linguagem do PPGCL-UNIVÁS, proferiu a palestra “Arte e silêncio: desenho em aplicativos digitais", apresentando a base material de dispositivos eletrônicos e aplicativos digitais do ponto de vista da Arte, propiciando aos participantes da jornada fazerem suas articulações a partir dos seus lugares teóricos.

Ainda, nesse dia, houve o lançamento da Instalação Artística "Reminiscências", do artista plástico José Contigio. A instalação estará disponível para visitação no período de 25 de agosto a 23 de setembro de 2016.

Acesse o link para conhecer a programação detalhada da II Jornada LinCoTec:

http://media.wix.com/ugd/9ea762_526e65a01d7542d0801954d18e64cdcb.pdf 

 

Conheça o blog da Instalação Artística "Reminiscências":

http://lincoted.blogspot.com.br/

 

Acesse outras notícias do evento também no site da UNIVÁS:

http://www.univas.edu.br/Noticias_Intranet/0000004198.asp

http://www.univas.edu.br/Noticias_Intranet/0000004179.asp

Coordenadora PPGCL, Profa. Dra. Eni Orlandi, publica e-book resultante de Projeto de Pesquisa financiado pela FAPEMIG

 

Instituição, relatos e lendas: narratividade e individuação dos sujeitos, organizado pela Profa. Eni Orlandi, foi recentementte publicada pela RG Editores e pela Univás, com apoio da FAPEMIG. A obra compreende uma coletânea de textos que resultaram de pesquisas desenvolvidas no âmbito de um Projeto realizado pelo Grupo de Pesquisa DISUPI - “Discurso, Individuação do Sujeito e Processos Identitários: Espaço, Acontecimento e Memória no Sul Mineiro”, credenciado junto ao CNPq, e coordenado pela Profa. Dra. Eni Orlandi. O projeto foi financiado pela FAPEMIG e teve enquanto objetivo pesquisar e conhecer o Sul Mineiro através da análise de linguagem. Foi um dos 70 projetos, entre 400, que ganhou visibilidade na exposição Inova da Fapemig, apresentada em 2015, no Palácio das Artes (Belo Horizonte, MG),  com presença de autoridades políticas e da direção da Fapemig. O projeto tinha como participantes docentes e discentes do PPGCL, além de graduandos da Univás (que puderam usufruir de bolsas IC concedidas pela Fapemig ao projeto). 

Para acessar a obra clique aqui.

Docente do PPGCL debate trabalhos na ALED 2016 em São Carlos

 

Entre os dias 27 e 30 de julho, a Profa. Dra. Paula Chiaretti, docente do PPGCL, debateu trabalhos apresentados durante o VI Colóquio e I Instituto da Associação Latino-Americana de Estudos do Discurso – ALED-Brasil que ocorreu na Universidade Federal de São Carlos – UFSCar. O evento teve como tema "Estudos do discurso: questões teórico-metodológicas, sociais e éticas" e contou com a participação de professores e pesquisadores do Brasil e do exterior. Além de debater trabalhos, a docente apresentou uma comunicação intitulada "O clique: uma releitura discursiva sobre novos protocolos de sociabilidade".

Docente do PPGCL participa da V Jornada do GELS na UFU

 

No dia 27 de junho, o professor do PPGCL, Dr. Eduardo Alves Rodrigues, participou, na Universidade Federal de Uberlândia, da V Jornada do GELS - Grupo de Pesquisa e Estudos em Linguagem e Subjetividade, do qual participa como docente pesquisador. O GELS é liderado no ILEEL-UFU pelas professoras Dra. Cármen Agustini e Carla Tavares. Na V Jornada promovida pelo grupo, o professor Eduardo foi convidado para ministrar o Minicurso "O lugar do simbólico na Análise de Discurso" e debater trabalhos de mestrandos e doutorandos que também fazem parte do GELS,  todos oeientandos de docentes do ILEEL-UFU. A participação no evento faz parte de mais uma iniciativa de docentes do PPGCL que objetiva, por meio da pesquisa e da troca de experiências, a integração interinstitucional, o que fomenta o fortalecimento de laços de trabalho entre docentes e discentes pesquisadores de diferentes instituições - uma aposta na direção de que os resultados decorrentes dessa integração produzam impactos significativos para as regiões onde as instituições encontram-se instaladas. 

PPGCL abre inscrições de trabalhos para o 4º SIMDT

 

Estão abertas as inscrições para comunicação oral e para participação como ouvinte no 4º Seminário Integrado de Monografias, Dissertações e Teses (SIMDT). Em sua quarta edição, o SIMDT é um evento científico aberto para toda a comunidade acadêmica, reunindo pesquisadores que se encontram em diferentes etapas da formação acadêmica, a saber, iniciação científica, trabalho de conclusão de curso, dissertações e teses. Dando continuidade à tradição do evento, sua organização foi pensada de modo a recepcionar os trabalhos científicos considerando a heterogeneidade de instituições de ensino de todas as regiões do Brasil, assim como as diferentes fases da pesquisa – inicial, em andamento e final. Busca-se, dessa forma, promover a visibilidade e o amplo debate sobre os modos de se fazer pesquisa no campo das Ciências da Linguagem. Objetiva-se também abrir espaço para o diálogo em torno da relação entre linguagem e sociedade com pesquisadores de diversas áreas do conhecimento com vistas a estabelecer um profícuo intercâmbio intelectual. Mais informações podem ser acessadas na página do evento: http://simdtnupel.wix.com/4simdt

Alunos do PPGCL expõem suas pesquisas em seminário

 

No dia 09 de junho de 2016 aconteceu o VI SemA – Seminário de Alunos do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem. Neste evento, alunos dos cursos de Mestrado e Doutorado do PPGCL puderam expor as pesquisas que vêm desenvolvendo junto aos seus orientadores de modo que os participantes pudessem conhecer e debater os temas por eles problematizados. O evento, que foi realizado no Salão de Eventos da UNIVÁS (Unidade Fátima), teve a duração de três horas, e contou com a colaboração da Profa. Dr. Juliana Santana Cavallari, como debatedora. A docente apresentou proposições importantes para o andamento das pesquisas discentes. Apresentaram suas pesquisas os alunos do mestrado Maria Isabel Braga de Souza, com título “O discurso empresarial e a produção de sentidos nas estratégias de comunicação”, pelo qual objetiva compreender os mecanismos de funcionamento dos enunciados empresariais que materializam o posicionamento da organização, produzindo efeitos de evidência e direcionando a determinados sentidos e não outros; e o aluno Diego Pereira com a pesquisa “"Preferências de privacidade": sentidos de privacidade a partir de uma análise discursiva do Facebook”, com a qual visa compreender os deslocamentos das relações humanas a partir de diferentes ferramentas apresentadas como novas tecnologias, especificamente, as que interferem nas práticas discursivas que qualificam novas e possíveis formas de sociabilidade, como as disponíveis no Facebook. Duas pesquisas do curso de doutorado foram apresentadas pelas alunas Adriana de Moraes Pereira Santos, sob o título “Gestos de interpretação acerca dos atuais laços familiares: os gritos do silenciar jurídico!”, em que discutiu a interpretação da lei no que diz respeito ao funcionamento da linguagem jurídica ante às “novas tendências”,relacionadas aos laços familiares homoafetivos. A exposição teve por objetivo também compreender como a materialidade da lei e sua interpretação legitimam as expressões vigentes em nossa sociedade. E a aluna Cleide Moreira, que, em seu trabalho, intitulado “Do verbo à carne”, buscou compreender os mecanismos dos processos da leitura em questões avaliativas no âmbito do Exame Nacional do Ensino Médio. Outra oportunidade de assistir a apresentações de pesquisas desenvolvidas no PPGCL, em andamento ou já concluídas, será durante o 4º SIMDT – Seminário Integrado de Monografias, Dissertações e Teses, que acontecerá nos dias 27 de 28 de outubro de 2016. Também poderão se inscrever no 4º SIMDT pesquisadores de outras Instituições de Ensino.

Para maiores informações, acessem http://simdtnupel.wix.com/4simdt.

Docentes do PPGCL participam de 1ª Conferência em Análise de Discurso – “Mídia, linguagem e discurso” da Unifae

 

No dia 23 de maio, foi realizada, em São João da Boa Vista (SP), a 1ª Conferência em Análise de Discurso – “Mídia, linguagem e discurso” da Unifae (Centro Universitário das Faculdades Associadas de Ensino), com a participação de alunos dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda da referida instituição. Os professores Dr. Guilherme Carrozza e Dra. Telma Domingues da Silva, ambos do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem da Univás, foram convidados a palestrar no evento cuja proposta era apresentar análises desenvolvidas com foco no funcionamento da publicidade e seus efeitos, tema da palestra do Prof. Dr. Guilherme Carrozza, e no funcionamento do discurso jornalístico, tema da palestra ministrada pela Profa. Dra. Telma Domingues.

PPGCL participa da 2ª Feira de Ciências e Tecnologia da UNIVÁS

Nos dias 19 e 20 de maio de 2016, o Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem (PPGCL) participou da II Feira de Ciência e Tecnologia da UNIVÁS. Na ocasião, docentes e discentes realizaram oficinas em torno da temática Linguagem, Arte e Tecnologia.

Inscritas no âmbito da linha de pesquisa Linguagem, Conhecimento e suas Tecnologias, as atividades propostas (a saber, Oficina de pintura colaborativa em mural e Oficina de fotografia) tinham por objetivo dar visibilidade à relação que se estabelece entre ensino, pesquisa e extensão. Para isso, partiu-se do fundamento de que a relação do sujeito com a linguagem se dá por meio de objetos simbólicos numa instância de produção de discursos. Assim, a elaboração de práticas de linguagem em suas diferentes formas favorece a abertura de possibilidades nas e pelas quais o sujeito pode se posicionar, transformando-se à medida que produz sentidos, contribuindo assim para os diferentes processos de formação aos quais é submetido socialmente.

Durante os dois dias do evento, o PPGCL da UNIVÁS manteve um stand montado para receber os visitantes da Feira. Contando com um público heterogêneo, alunos da educação básica (infantil, fundamental I e II), do Ensino Médio e de diferentes cursos de graduação tiveram a oportunidade de conhecer técnicas de fotografia e pintura e de participar ativamente do processo de produção de narrativas a partir de suas produções artísticas configuradas em imagens.

As atividades foram divulgadas no ambiente digital (#‎linguagemetecnologiappgcl), fazendo circular, para além dos muros da Universidade, as atividades da Feira através das plataformas do Instagram e do Facebook. As imagens postadas podem ser acessadas nestas duas plataformas por meio do link #linguagemetecnologiappgcl. A atividade, organizada pelo PPGCL por meio do seu Núcleo de Pesquisas em Linguagem (NUPEL), será seguida por uma exposição das produções artísticas dos participantes. Em breve, disponibilizaremos outras informações.

Obra As formas do silêncio, da Profa. Eni Orlandi, foi traduzida e publicada em italiano

 

Recentemente, a obra As formas do silêncio. No movimento dos sentidos, da Profa. Eni Puccinelli Orlandi, coordenadora do Programa de Pós-graduação em Ciências da Linguagem (PPGCL), foi traduzida para o italiano e publicada na Itália pela Editora Aracne. A obra, publicada pela primeira vez em 1992 pela Editora da Unicamp, foi agraciada com o Prêmio Jabuti, na categoria Ciências Humanas, em 1993, e encontra-se em sua sexta edição pela mesma editora. Em 1996, a obra ganhou sua primeira tradução, em língua francesa, pela Éditions de Cendres (Paris), com o título Les formes du silence. Dans le mouvement du sens. A versão em italiano, cujo título é Le forme del silenzio. Nel movimento del senso, ficou sob responsabilidade da Profa. Dra. Rachele Raus (Universidade de Turim), quem também prefacia o livro. A editora Aracne (Roma) publicou o livro em italiano em duas versões: impressa e e-pub (pdf). Para obter outras informações, clique aqui.

PPGCL realizou  II Seminário de Planejamento de Projetos, II SEPPRO

 

Aconteceu, no dia 05 de maio de 2016, o II Seminário de Planejamento de Projetos, II SEPPRO. A proposição do seminário foi uma iniciativa da Coordenação do Programa de Pós-graduação em Ciências da Linguagem (PPGCL), com o objetivo de reunir todo o corpo docente do programa em um workshop voltado para a prática de indexação de produções acadêmicas, com ênfase na utilização de ferramentas como o Google Acadêmico. O Seminário foi organizado pelo PPGCL, por meio de seu Núcleo de Pesquisas em Linguagem (NUPEL), e ministrado pelo Prof. Dr. Eduardo Alves Rodrigues (PPGCL-UNIVÁS), tendo contado com ampla adesão e participação do corpo docente.  

PPGCL realizou a 2ª Jornada "Sujeito, Espaço, Corpo e Sentido: os percursos imaginários da cidade"

 

Aconteceu, no dia 26 de abril de 2016, a 2ª Jornada "Sujeito, Espaço, Corpo e Sentido: os percursos imaginários da cidade", que contou com a participação de pesquisadores do Grupo Sensus da Universidade Federal de Juiz de Fora e pesquisadores do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem da Univás. O evento é um dos resultados das pesquisas desenvolvidas no âmbito do convênio firmado entre as duas instituições, que tem como ponto comum o projeto de Pesquisa "Sujeito, Espaço, Corpo e Sentido", coordenado pelo Prof. Wedencley Alves Santana, na UFJF, e pelo Prof. Guilherme Carrozza, na Univás. A realização desse evento objetivou a publicização dos processos e resultados de pesquisa desenvolvidas, frutos tanto de uma reflexão conjunta entre os dois grupos de pesquisadores, quanto de estudos individuais de cada um dos seus integrantes. Participaram das mesas de debate, por parte do PPGCL, a Profa Dra. Eni Orlandi, o Prof. Dr. Newton Guilherme Carrozza, a Profa Dra. Paula Chiaretti e a Discente Dda. Lidia Noronha Pereira. Da UFJF, participaram o Prof. Dr. Wedencley Alves, a Ms. Iara Campos, o Ms. Cícero Vilella e a Ms. Alice Bettencourt. Antecedido por uma reunião de trabalho entre os pesquisadores no período da manhã, o evento contou com um público participante, vindos de diferentes IES da região de Pouso Alegre-MG.

Professora do PPGCL participa de defesas de mestrado e palestra na UNEMAT

 

No início de abril, a professora Carolina Fedatto foi membro da banca examinadora de duas defesas de mestrado na Universidade do Estado do Mato Grosso, a convite das professoras Olimpia Maluf e Eliana de Almeida. Discutindo os efeitos de monumentalização em espaços urbanos tombados e as possibilidades de identificação do sujeito mato-grossense em pinturas naïfs, as dissertações apresentadas por Welliton Bindandi e Geovane Martins permitiram avançar na compreensão discursiva da cidade e da arte. A professora ainda ministrou uma palestra aos discentes do Programa de pós-graduação em Linguística e do Mestrado profissional em Letras da Unemat. Em sua apresentação, intitulada “O que se diz ao negar-se a ler”, a Profa. Carolina refletiu sobre a constituição do leitor e dos mecanismos discursivos de resistência às significações hegemônicas da leitura, por meio dos seguintes materiais de análise: a pesquisa “Retratos da leitura no Brasil” (2012), o filme “Minhas tardes com Margueritte” (Jean Becker, 2010) e duas campanhas de incentivo à leitura no Brasil e na França. Essas atividades consolidam um importante intercâmbio acadêmico entre a Univás e a Unemat, o que possibilita um espaço profícuo de reflexão e circulação das pesquisas de ambos os programas.

PPGCL realizou Primeiro Seminário de Planejamento de Projetos (I SEPPRO)

 

Aconteceu, no dia 31 de março de 2016, o I Seminário de Planejamento de Projetos (I SEPPRO) do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem. Esta proposta, desenvolvida como Atividade de Extensão, tem o objetivo de apoiar e fomentar a formação discente e docente em processos de planejamento, elaboração e execução de projetos de pesquisa e extensão, assim como os trâmites técnicos para a sua apresentação às agências públicas de fomento e à comunidade acadêmica, de modo geral. Considerando que a preparação discente e docente para a apresentação da produção à comunidade acadêmica ou aos organismos de fomento tem aspectos importantes para a formação do aluno da pós-graduação stricto sensu, este primeiro seminário foi realizado com a participação de Guilherme Oliveira e Amanda Figueiredo, colaboradores da Pró-Reitoria de Pós-Graduação da UNIVAS, e foi voltado para auxiliar o aluno e o pesquisador no preenchimento do currículo Lattes e de formulários para a inclusão de dados na Plataforma Sucupira. Tendo em vista a ampla adesão a esse tipo de atividade, o Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem, por meio do Núcleo de Pesquisas em Linguagem (Nupel), vem prospectando outras práticas como esta, como o II Seminário de Planejamento de Projetos que acontecerá no dia 05 de maio de 2016, e outros que acontecerão ao longo do segundo semestre do corrente ano.

Professora da Universidade Federal de Santa Maria (RS) foi a conferencista da Aula Inaugural do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem de 2016.

 

O Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem abriu oficialmente suas atividades acadêmicas com a Conferência da Profa. Dra. Amanda Scherer, docente da graduação e pós-graduação da UFSM, e Diretora do Laboratório Corpus, da mesma Universidade. Durante a aula, a Profa. Amanda Scherer discutiu as políticas de disciplinarização das ciências da linguagem por meio de diferentes gestos interpretativos como, por exemplo a localização do início da Linguística com o Curso de Saussure, o salto para o estruturalismo e a desconsideração de suas diferenças internas e rupturas, a separação da relação entre sujeito e língua, o problema da origem das línguas e a busca por línguas universais. Segundo a professora, é preciso questionar esses diferentes enfoques como formas históricas de consideração do conhecimento, perguntando-se pelas políticas envolvidas no silenciamento de umas e na evidenciação de outras. O real da língua seria, justamente, o ponto de inflexão dessas discussões. Pôde-se discutir, a partir das colocações da convidada, o modo como os diferentes modos de se olhar para a relação entre língua e sociedade afetam os campos práticos de saber, destacando a importância dos estudos da e sobre a linguagem para as diversas especialidades profissionais.

 

A atividade aconteceu no dia 10 de março no Salão de Eventos da Universidade do Vale Sapucaí com a presença de docentes e alunos dos cursos de mestrado e doutorado em Ciências da Linguagem, e também de discentes de cursos de Pós-Graduação de IES diversas do Estado de Minas Gerais. Contribuíram para o evento, durante a mesa solene de abertura, o Magnífico Reitor da UNIVÁS Prof. Mestre Carlos de Barros Laraia, a Profa. Dra. Andrea Domingues da Silva, Pró-Reitora de Pós-Graduação da UNIVÁS, e a Profa. Dra. Débora Massmann, Coordenadora Adjunta do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem. Na ocasião, as autoridades parabenizaram a realização desta aula inaugural, que se consolida a cada ano como um evento de relevância para a comunidade acadêmica do Estado de Minas Gerais.

 

Dando deferência ao Núcleo de Pesquisas em Linguagem (NUPEL), as autoridades presentes na mesa solene de abertura retomaram a importância do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem à região do Sul de Minas Gerais, que realiza um importante trabalho de formação pelo ensino, pela pesquisa e por meio de atividades de extensão, contribuindo com seriedade na (trans)formação intelectual e profissional daqueles que são afetados consubstancialmente por seus gestos.

PPGCL recepciona nova turma de alunos

 

No dia 03 de março de 2016, aconteceu a recepção dos novos alunos dos cursos de mestrado e doutorado em Ciências da Linguagem do Programa de Pós-graduação em Ciências da Linguagem da UNIVÁS. Dando as boas-vindas aos novos alunos, a Profa. Dra. Eni Orlandi, coordenadora do PPPGCL, destacou a importância do Programa no Sul de Minas Gerais e o reconhecimento deste Programa de Pós-Graduação em âmbito nacional e internacional, tendo em vista sua responsabilidade na formação de pesquisadores que pensem a relação entre Linguagem e Sociedade, seus aspectos políticos e históricos. A coordenadora-adjunta, Profa Dra. Débora Massmann, apresentou aos novos alunos a estrutura do Programa, com destaque aos grupos e projetos de pesquisa em funcionamento no PPGCL. Além disso, apresentou a organização das disciplinas que serão oferecidas no próximo semestre, orientando os alunos para o início do ano letivo; expôs os aspectos principais do Manual do Aluno, acrescentando que informações mais detalhadas encontram-se publicadas e disponíveis no site do Programa. Os docentes do PPGCL estiveram presentes, oportunizando o encontro entre os alunos e seus orientadores, que também puderam reiterar o convite à participação de todos os alunos nas pesquisas em andamento, nos grupos de estudos e nas demais atividades organizadas no âmbito do PPGCL pelo Nupel (Núcleo de Pesquisas em Linguagem).

Coordenadora do PPGCL participa de banca de doutorado na UERJ

 

No dia 22 de fevereiro, a Profa. Eni Orlandi compôs a Banca de Defesa da Tese "O ensino da produção textual na escola pública contemporânea: entre a formatação e a formulação", trabalho que foi orientado pela Profa. Dra. Raquel Barreto, do Programa de Pós-graduação em Educação da UERJ. A doutoranda Isa Ferreira Martins mostrou - partindo da análise de dois acontecimentos, que são a presença na literatura brasileira de Clarice Lispector e a (ausência) de Carolina Maria de Jesus (favelada de São Paulo, já esquecida, autora de "O quarto de Despejo") - como compreende o que tem significado o ensino da escrita (face ao modo como as autorias são considerados em nosso imaginário social), seja com o nome de "redação", seja como "produção textual". Foi um momento de intensas discussões que tomam não só a relação da linguagem com a política e sociedade face à questão da autoria, mas também da conjuntura pedagógica em que se dá o ensino da chamada "produção textual", pondo em discussão aí, justamente, como "produção textual" significa na escola.

Quarta edição do Café com Saber acontece em casa

 

Na quinta-feira, dia 4 de fevereiro, o Programa de Pós Graduação em Ciências da Linguagem (PPGCL), por meio do seu Núcleo de Pesquisas em Linguagem (Nupel), realizou a quarta edição do “Café com Saber” no salão de eventos da Unidade Fátima da Universidade do Vale do Sapucaí. Com o tema "Pesquisas em linguagem no mundo atual", esta primeira edição do evento “em casa” apresentou ao público diferentes pesquisas em linguagem e sua relação com a sociedade. A Profa. Dra. Eni Orlandi apresentou parte de sua pesquisa que resultou de um projeto de extensão intitulado Barracão, em que realizou atividades com as mulheres do bairro Eldorado dos Carajás, de Campinas. Durante sua apresentação, a pesquisadora deu destaque a conceitos com os quais vem trabalhando (deslocando-os de suas concepções tradicionais) em seu percurso teórico, tais como “relações sociais” e “presença”. Já a Profa. Dra. Débora Massmann apresentou parte de sua pesquisa sobre intolerância e discursos de ódio, por meio da análise de diferentes materiais, como comentários na internet, charges, projetos de lei etc. O objetivo da sua pesquisa é buscar compreender o funcionamento dos sentidos em discursos em torno do tema da diversidade. Já o aluno egresso do Mestrado, André Barbosa, apresentou parte da sua dissertação de Mestrado que se debruçou sobre a formulação e a circulação de sentidos sobre o bairro São Geraldo em Pouso Alegre. O público presente era composto por alunos e professores da Univás bem como de outras instituições da região.

Profa. Dra. Eni Orlandi ministra Curso de Verão “Discurso e Interpretação”

 

Entre os dias 1º e 5 de fevereiro de 2016, a Profa. Dra. Eni Orlandi, coordenadora do Programa de Pós-graduação em Ciências da Linguagem, ministrou a disciplina “Discurso e Interpretação” em formato de Curso de Verão, na Unidade Fátima da Universidade do Vale do Sapucaí, em Pouso Alegre-MG. Com mais 50 inscritos, o curso recebeu pós-graduandos e pesquisadores de todo o Brasil. A disciplina teve como foco principal a relação entre a interpretação e a ideologia, refletindo assim sobre a relação dos sujeitos com os processos de significação.

MESTRADO E DOUTORADO

Programa de Pós-Graduação

em Ciências da Linguagem