Para acessar notícias de outros anos, clique aqui

Notícias Anteriores - Ano 2013

Professora e alunos do PPGCL participam do Seminário de pesquisas no IEL/Unicamp

 

 

Nos dias 10 e 11 de dezembro de 2013, professor e alunos do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem da Universidade do Vale do Sapucaí (Univás) participaram do V SEMINÁRIO DE PESQUISAS “IDENTIDADE E DISCURSO” (V SEPIDIS), realizado na Universidade Estadual de Campinas, no auditório do IEL – Instituto de Estudos da Linguagem. O evento, que teve como objetivo reunir pesquisadores, alunos e participantes dos grupos e projetos de pesquisas, coordenados pela Profa. Dra. Maria José Coracini, e demais interessados nas temáticas do seminário, foi constituído por comunicações coordenadas, organizadas nas seguintes temáticas: “Exclusão, Novas tecnologias, Tradução e Línguas (Materna e Estrangeira)”. Todas as atividades foram conduzidas no formato de plenárias, possibilitando uma discussão mais profunda e adequada aos objetivos do evento. Todas as comunicações coordenadas contaram com a participação de um debatedor que conduziu as discussões dos trabalhos apresentados. A Profa. Dra. Juliana Santana Cavallari debateu os trabalhos que compuseram uma plenária sobre ensino de línguas materna e estrangeira. Alunos da Univás apresentaram suas pesquisas de mestrado em andamento e participaram de todo o evento também como ouvintes. Os trabalhos apresentados foram bastante comentados e prestigiados, possibilitando a divulgação dos estudos e a construção de outros lugares intelectuais de pesquisa e de debate, de modo que os alunos do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem da Univás tenham uma formação ainda mais sólida e significativa.

Professora e alunos do PPGCL participam do SILEL em Uberlândia

 

 

A professora Telma Domingues da Silva e os alunos Lídia Noronha e Atílio Catosso participaram do SILEL - XIV Simpósio Nacional de Letras e Linguistica e IV Simpósio Internacional de Letras e Linguística, na UFU em Uberlândia, de 20 a 22 de novembro. Telma Domingues coordenou o Grupo Temático "Imagem, Discurso, Memória: o papel das instituições", junto com Carmen Agustini, da UFU, no qual os alunos Atílio e Lídia apresentaram comunicações, bem como a própria professora Telma. 

Convênio entre Univás e Unicamp promove I Jornada Internacional de Análise de Discurso e Psicanálise 

 

 

Nos dias 26 e 27 de novembro, no Laboratório de Estudos Urbanos da Unicamp, professores, alunos, pesquisadores, Analistas de Discurso, Psicanalistas e Estudiosos da Linguagem de diversas instituições participaram da I Jornada Internacional de Análise de Discurso e Psicanálise: a-versão do sentido que resultou de uma aposta de trabalho que se desenvolve, desde 2010, através de um Convênio de Cooperação Científica e Cultural, firmado entre a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), através do Labeurb, e a Universidade do Vale do Sapucaí (Univás), com seu Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem.

O evento organizado por Marcos Barbai (Unicamp/Labeurb), Juliana Santana Cavallari (Univás) e Lauro Baldini (Unicamp/IEL) forneceu subsídios para elaborar, teoricamente, a história da epistemologia do encontro que se dá, com Michel Pêcheux, entre a teoria do discurso e a psicanálise, bem como para construir um dispositivo de articulação teórico-conceitual em que possa pensar, articuladas, a ordem da ideologia e a ordem do inconsciente, questão constitutiva, no campo da Linguística, para a Análise de Discurso. Durante a jornada, pode-se desfrutar de conferências e mesas-redondas compostas por convidados ilustres como Paul Henry, cuja fala deu início as discussões em torno das especificidades e da relação/diferença entre os três campos de saber que interessam para a reflexão proposta: a Linguística, a Análise de Discurso e a Psicanálise. Foram dois dias de intensos debates e discussões que colocaram em evidência a importância da noção de equívoco para a Análise de Discurso e para a prática psicanalítica, que sinalizaram algumas das diferenças existentes entre os campos do Discurso e da Psicanálise e para o modo como esses campos podem contribuir para o desenvolvimento dos estudos acerca da linguagem. Na relação entre Análise de Discurso e Psicanálise, o conector “e” pode funcionar como conjunção aditiva e, sobretudo, adversativa, dada as especificidades teórico-analíticas dessas áreas. O sucesso do evento já sinalizou para próximas edições da Jornada e de suas propostas.

NUPEL promove a I Jornada Acadêmica “Corpo, Cidade, Sentidos”

 

 

O Núcleo de Pesquisas em Linguagem promoveu a I Jornada Acadêmica “Corpo, Cidade, Sentidos”. O evento aconteceu dia 24 de outubro de 2013 no salão de eventos da Univás, campus Fátima, e contou com a participação de docentes e alunos do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem, entre outros. O evento teve início com a Conferência “Corpo imaginário – o doce engodo da consciência de si”, proferida pelo Prof. Dr. Guilherme Carrozza. Na sequência, foi realizada uma mesa redonda composta por Atílio Catosso Salles, Lídia Noronha Pereira, Ludmilla Maria Lino Costa e Stella Maris Rodrigues Simões, alunos pesquisadores do PPGCL que tiveram a oportunidade de apresentar suas pesquisas em desenvolvimento no Mestrado. O evento foi encerrado pela Profa. Dra. Eni Puccinelli Orlandi com a Conferência “Corpo e Espaço reescrevem o sujeito”. Em suma, este foi um encontro científico que contribui para a ampliação dos estudos acerca da relação do sujeito com o corpo, a cidade e os sentidos em suas mais diferentes discursividades.

Aluno do PPGCL participa dos Debates sobre o Dia da Consciência Negra na UNIVÁS.

 

O aluno do Curso de Mestrado em Ciências da Linguagem, Denilson Vieira de Souza foi um dos pesquisadores convidados a compor a mesa redonda de Debate acerca do dia 20 de Novembro, Dia da Consciência Negra, apresentando sua pesquisa que versa sobre o universo da afetação, da presença e do apagamento da cultura afrodescendente no Brasil. O evento foi organizado e realizado pelo Curso de Graduação em História da UNIVÁS, coordenado pela Profa. Ms. Marilda de Castro Laraia e contou também com a importante contribuição do Prof. Dr. José Roberto Gonçalves, docente dessa Instituição.

 

PPGCL realiza Conferência  “Saber ler nos possibilita realizar encontros: o que encontra cada pessoa?”

 

 

No dia 14 de novembro, o Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem, através de seu Núcleo de Pesquisas em Linguagem (NUPEL), promoveu a palestra da psicóloga e psicanalista Denise Abreu, intitulada: “Saber ler nos possibilita realizar encontros: o que encontra cada pessoa?”. Alunos e professores prestigiaram e participaram da discussão proposta, pelo viés psicanalítico. Em sua fala, mobilizada por frequentes dizeres acerca da leitura, tais como: ninguém mais tem tempo para ler hoje em dia, não se sabe mais ler, qual a importância de se saber ler, etc. a psicanalista propôs que a leitura está em todo lugar e que a realizamos o tempo todo, mesmo não nos dando conta disso, tendo em vista que somos sujeitos falantes, atravessados pela linguagem (falasser, nos termos lacanianos). Saber ler, portanto, nos possibilita construir encontros e saberes, mas o que cada um encontra? Para que a leitura produza um saber causado pelo desejo, faz-se necessário querer-saber sobre algo, de modo que aquele que lê possa assumir outro posicionamento perante a vida. O que cada um encontra no ato de ler está diretamente atrelado à interpretação que resulta, inevitavelmente, da relação entre o sentido e o sem-sentido (mal entendidos, tropeços, non-sense). Assim, o ponto do sentido em cada leitura é o que ressoa para cada leitor na sua singularidade, diante da palavra ouvida e/ou lida. Em suma, a palestra proferida apontou para algumas questões que são caras e profícuas para os estudiosos da linguagem, educadores etc. tais como as noções de leitura, sentido, sem-sentido, conhecimento, saber, dentre outros.

 

Equipe de professores do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem prepara programa cultural 

 

"Café com Saber" é o nome do novo programa cultural organizado pela equipe de professores e pesquisadores do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem da Univás e tem como objetivo levar ao público discussões que versam sobre o tema Linguagem e Sociedade. A gravação do primeiro programa acontece no dia 21 de novembro, às 16 horas, no Café Divina Maria, em Pouso Alegre. O público interessado em participar das gravações pode reservar seu lugar através do telefone (35) 3449-9248 e (35) 3449-9231. As edições do Café com Saber serão postadas em nosso site. 

Professora do PPGCL realiza conferência na XV Semana de Estudos Pedagógicos - Formação Docente -  em Pouso Alegre

 

A Professora Renata Chrystina Bianchi de Barros, docente do PPGCL, realizou a conferência “Pensando a formação acadêmica para o processo de inclusão escolar” no dia 23 de outubro de 2013 durante a abertura da XV Semana de Estudos Pedagógicos: formação docente. Uma reflexão necessária, a convite da Coordenadora do Curso de Pedagogia da Univás, Professora Sandra Sales. Na ocasião, foram apontados o funcionamento e as articulações do sistema da educação inclusiva brasileira, refletindo a importância da interlocução entre diferentes áreas do conhecimento para a ampliação da formação acadêmica para a atuação para a educação contemporânea. 

 

Professoras do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem apresentam trabalho no X Congresso Internacional da Associação Latinoamericana de Estudos do Discurso (ALED), realizado entre os dias 28 e 30 de outubro, na BeneméritaUniversidad Autónoma de Puebla, no México.

 

 

A professora Telma Domingues da Silva (Univás) participou da mesa “Discurso Político, mídia e educação: diálogos possíveis”, coordenada pela professora Caciane Souza de Medeiros também da Univás, que infelizmente não pode comparecer ao evento. Apresentou nessa mesa o trabalho “Mídia e discurso político”, que contou ainda com a participação das professoras Maria Célia Cortêz Passetti e Renata Marcelle Lara, ambas da UEM.

 

A Professora Renata Chrystina Bianchi de Barros (Univás) coordenou a mesa temática "Os efeitos de sentidos do discurso medicalizante na escola". Nesta mesa, a Profa. Dra. Maria Cleci Venturini (UNICENTRO) apresentou o trabalho sobre os discursos da legitimação da normalidade da prescrição de medicamentos. A professora Renata Chrystina Bianchi de Barros apresentou o trabalho "O traço como marca do corpo no simbólico: por uma prática não medicalizante na escola", resultado de pesquisa realizada no interior do Projeto “Os efeitos de sentidos do discurso medicalizante na escola”, em funcionamento no PPGCL da Univás. E a professora Débora Massmann (Univás) versou sobre os sentidos da medicalização no discurso da mídia, debatendo acerca dos sentidos circulantes por meio de análise semântica.

A professora Débora Massmann (Univás) participou ainda de outra mesa, intitulada “Processos de Produção e Circulação do Conhecimento”, que foi coordenada pela Profa. Giovanna B. Flores (Unisul) e contou com a participação de pesquisadores da Unisul, Univás e da UFSM.

 

Com o trabalho "Modos de subjetivação diante do impossível de educar", a professora Juliana Santana Cavallari (Univás), por sua vez, a partir de algumas formulações proferidas por alunos, no espaço de sala de aula de Língua Inglesa e que, aparentemente, produziram alguns impasses subjetivos e/ou mal-estar, buscou entrever modos de o sujeito de pesquisa (re)visitar sua relação com o seu dizer e com os discursos que possibilitam diferentes posicionamentos e vínculos sociais. Esse trabalho foi apresentado na mesa temática "Saber fazer o real: posições discursivo-enunciativas face aos impasses entre discurso e educação" que contou com a participação dos professores Maralice Souza Neves (UFMG) e Ernesto Sergio Bertoldo (UFU).

 

A Professora Greciely Costa (Univás) também participou do evento, compondo a mesa "Conhecimento e tecnologia: as coisas-a-saber sobre a sociedade digital", na qual falou sobre a relação entre corpo e imagem em seu processo de significação, cuja análise vem sendo desenvolvida no âmbito do Projeto de Pesquisa, coordenado pela docente, "Imagens em suas discursividades". Fizeram parte dessa mesa temática os pesquisadores do Laboratório de Estudos Urbanos (LABEURB) da Unicamp, Marcos Barbai, Cristiane Dias e José Horta Nunes.

 

Neste evento internacional, pode se observar pela organização das mesas temáticas as relações institucionais de trabalho mantidas entre as professoras da Univás com diferentes pesquisadores e universidades brasileiras, o que aponta para o fortalecimento das pesquisas desenvolvidas no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem e para a visibilidade da instituição no âmbito acadêmico-científico.

 

Professora Eni Orlandi participa do debate "Histórias de Bastidores da Análise de Discurso", em Belo Horizonte.

 

 

A coordenadora do programa de pós graduação em Ciências da Linguagem, Eni Orlandi, participou, no dia 30 de outubro, do debate, junto com a Profa. Dra. Ida Lúcia Machado, "Histórias de bastidores da Análise de Discurso", que se realizou no 3º Seminário de Oratória de Belo Horizonte. O tema geral do Seminário foi "Linguagem, Mídia e Análise de Discurso". 

A Profa. Dra. Edna Lisboa apresentou conferência sobre o que é a Análise de Discurso, e a Profa. Dra. Emília Mendes falou sobre as tendências e o futuro da Análise de Discurso. De forma descontraída mas muito profícua para o entendimento da Análise de Discurso e sua forte presença no Brasil, as professoras Eni Orlandi e Ida Lúcia Machado, seguindo um roteiro de questões feitas pela Profa. Dra. Giani David-Silva, fizeram uma exposição sobre suas experiências no encontro com a Análise de Discurso e suas contribuições para o desenvolvimento da área no Brasil. 

O Programa de Pós-graduação em Ciências da Linguagem da UNIVAS tem  expressiva presença no SEAD

 

 

O SEAD - Seminário de Estudos em Análise do Discurso.  1983-2013 – Michel Pêcheux: 30 Anos de uma Presença, foi promovido pelo Instituto de Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, de 15 a 18 de Outubro de 2013, em Porto Alegre.

 

Na abertura do VI SEAD a Profa. Marie-Anne Paveau (Université de Paris 13) e a Profa. Eni Puccinelli Orlandi (UNICAMP/UNIVAS) proferiram conferência sobre A presença pecheutiana: trilhando (entre)caminhos, versando sobre os primórdios e a contemporaneidade do pensamento do autor francês Michel Pêcheux e da área de conhecimentos da Análise de Discurso, em torno da qual ambas as autoras trabalham.  

 

O SEAD estruturou-se em torno de conferências, mesas-redondas e simpósios, discutindo, durante quatro dias, a presença pecheutiana, a formação cultural contemporânea, a criação e produção no processo artístico, a construção política de cenários discursivos, a Análise de Discurso (AD) nos (entre)caminhos com a Arte, a Psicanálise, a Literatura, o Ensino, a Metáfora, a Língua, as Tecnologias de Informação e Comunicação, o Materialismo Histórico, o Arquivo e o Corpo.

 

A Profa. Maria Onice Payer (UNIVAS) coordenou, juntamente com a Profa. Maria José Coracini (UNICAMP), o simpósio sobre Análise de Discurso e Língua, em que também apresentou o trabalho:  O Sujeito e as Identificações com a(s) Língua(s). Constituição, irrupção, formulações. Sua pesquisa se produz através do Projeto Discurso, Memória e Ensino de Língua, desenvolvido na MCL da UNIVAS, vinculado ao grupo de pesquisa do Diretório do CNPq Práticas de Linguagem, Memória e Processos de Subjetivação. 

 

A Profa. Telma Domingues da Silva (UNIVAS) participou do Simpósio Análise de Discurso e Arquivo, coordenado pelas professoras Silmara Dela Silva (UFRJ) e Vanice Sargentini (UFSC), com a apresentação do trabalho Sobre o Meio Ambiente no Curso da Construção da Cidade: Acervos Fotográficos. Sua pesquisa procura compreender processos discursivos urbanos a partir de fotos de rios, como parte de um acervo público em uma determinada cidade, questão que a pesquisadora analisa através de fotos do Rio Mandu em Pouso Alegre e do Rio Pinheiros em São Paulo.

 

Estiveram presentes, ainda, participando das discussões, a Profa. Caciane Medeiros (UNIVAS) e os mestrandos Atílio Catosso, que apresentou em pôster o trabalho O que falta (também) se grava/flagra: As Palavras da Cidade em Imagens; Anne Bueno, Carla Fernandes Alves Patronieri, Josiane Pereira Fonseca e Laíse Diogo.

 

A participação da UNIVAS marcou uma presença de qualidade no SEAD, onde se reúnem bianualmente pesquisadores representativos da área no Brasil e em intercâmbio com a França, berço dos estudos discursivos, compartilhando resultados de pesquisas, projetos, e perspectivas atualizadas dos estudos da linguagem. Para mais informações, acesse http://www.ufrgs.br/analisedodiscurso/sead/

Enelin 2013

 

Linguagem, Sociedade e Políticas foi o tema escolhido para o V Encontro de Estudos da Linguagem e IV Encontro Internacional de Estudos da Linguagem – Enelin 2013, que aconteceu na Unidade Fátima da Univás e no Marques Plaza Hotel, em Pouso Alegre, nos dias 25, 26 e 27 de setembro de 2013.

 

O encontro foi promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem da Univás, através de seu Núcleo de Pesquisas em Linguagem – Nupel, e contou com o apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – Capes, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais – Fapemig, e com o patrocínio da Caixa Econômica Federal.

 

 

Foram convidados para as conferências e mesas-redondas do evento pesquisadores de Cuba, Chile, Argentina, França e de várias regiões do Brasil. Ao lado disso, o evento promoveu uma sessão de documentário, uma sessão de arte, além de sessões de comunicações e de uma sessão de pôster.

 

O Enelin 2013 teve ampla divulgação e contou com mais de trezentos de participantes vindos de todas as regiões do país:  SUDESTE – Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo; NORDESTE – Alagoas, Bahia, Pernambuco; NORTE – Pará; CENTRO-OESTE – Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso; e SUL – Santa Catarina, Rio Grande do Sul.

 

O Enelin tem consolidado um espaço de reflexão e de divulgação de pesquisas bastante significativo tanto para a Universidade e para região na qual ela se encontra, quanto para outras instituições de ensino e pesquisa. Isso vem fortalecendo a circulação da produção de conhecimento acadêmico da universidade e, ao mesmo tempo, fortalecendo o espaço de reflexão estabelecido com trabalhos produzidos por pesquisadores de outras instituições brasileiras e do exterior. A consolidação desse espaço de reflexão em torno da relação entre linguagem e sociedade se expande a cada encontro, contribuindo para o avanço das pesquisas em ciências da linguagem e para o sistema de pós-graduação.

 

Professoras do Mestrado participam do evento (Com)Viver com Arte(Manhas)

 

 

Nos dias 9 e 10 de setembro, no Laboratório de Estudos Urbanos (Labeurb) da Unicamp, foi realizado o evento (Com)Viver com Arte(Manhas) que reuniu apresentações de pesquisas, mostra de fotografias, lançamento de uma maquete e relatos de experiências resultantes das atividades do Projeto Barracão. Coordenado pela pesquisadora Profa. Dra. Cristiane Dias, o projeto é executado desde 2011 na região dos Distritos Industriais de Campinas (DICs) e recebeu incentivo do Ministério da Educação (MEC). O Projeto Barracão realizou um trabalho de pesquisa, ensino e extensão ao longo de dois anos através de oficinas de cinema, artesanato, informática básica, edição de áudio e vídeo, desenho digital, leitura, contação de histórias, teatro infantil, fotografia e escrita oferecidas aos moradores da referida região de cidade. A Professora Eni Puccinelli Orlandi fez parte da equipe de pesquisadores desse projeto assim como a Professora Greciely Costa (foto). No dia 9 de setembro, a Professora Eni Puccinelli Orlandi abriu o evento com a conferência intitulada "O Leva-e-traz das Políticas Científicas - Uma Interrogação Sobre as Relações Sociais", na qual refletiu, ao analisar o discurso de algumas moradoras do bairro Eldorado dos Carajás, sobre relações sociais que são estabelecidas de modo distinto do imaginário, relações que se dão pela invenção, pela não-desistência da vida. Além disso, a pesquisadora discutiu o papel da extensão face à sociedade, à pesquisa e face à própria universidade. Já no dia 10, a Professora Greciely Costa apresentou, na Mesa Redonda A linguagem do Cinema, o trabalho "Cineclube Nelson Mandela e o Discurso de si: um mergulho para fora da tela" pondo em foco a relação entre sujeito-espectador e cinema presentificada no cineclube promovido no âmbito do Projeto. Na mesma ocasião foi exibido o documentário "O Visível da Vida" que conta com a participação de mulheres do bairro Eldorado dos Carajás, cuja produção foi realizada pelas pesquisadoras Eni P. Orlandi, Greciely Costa e Cristiane Dias. O encerramento do evento foi celebrado com o Espetáculo Helena – Homenagem a poeta Helena Kolody -  do grupo DANCEP.

Para saber mais sobre o projeto e sobre o evento, veja os sites:

 

http://www.labeurb.unicamp.br/portal/pages/noticias/lerNoticia.lab?id=319&categoria=2

http://www.unicamp.br/unicamp/noticias/2013/09/09/evento-do-labeurb-celebra-sucesso-e-faz-balanco-do-projeto-barracao

 

Aprovada pela Capes proposta de Doutorado em Ciências da Linguagem da Univás

 

Foi aprovada, no último dia 19 de setembro, a proposta do curso de Doutorado, encaminhada à Capes pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem da Univás. Com a aprovação, serão divulgados em breve o edital e as datas para seleção de alunos. O curso será iniciado já no primeiro semetre de 2014. O Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem da Univás é coordenado pela Profa. Eni Puccinelli Orlandi. 

Univás e UFJF firmam convênio de pesquisa

 

            Em dezesseis de Agosto, realizou-se, na sala do Nupel, uma reunião de professores e alunos que fazem parte do convênio firmado entre a UFJF e a UNIVÁS. Trata-se de um convênio, cujo objetivo é estabelecer o intercâmbio, em mútua colaboração, entre a UFJF, através do Núcleo de Pesquisa Inclusão, Movimento e Ensino a Distância – NGIME –, que é coordenado pela Profa. Dra. Eliana Ferreira, da Faculdade de Educação Física e do Programa de Pós-Graduação em Educação, e a UNIVÁS, através de seu Grupo de Pesquisa Discurso, Individuação do Sujeito e Processos Identitários – Espaço, Acontecimento e Memória – DISUPI –, cuja coordenação é da Profa. Dra. Eni Puccinelli Orlandi, do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem, com vistas ao desenvolvimento de pesquisas.

            O conjunto de atividades de pesquisas que já está desenvolvimento volta-se para estudos e pesquisas sobre a diferença, a diversidade e a deficiência em suas diferentes naturezas, a partir dos discursos administrativo, jurídico, midiático e do conhecimento face ao político na sociedade. A proposta central é refletir sobre questões ligadas às políticas públicas (da chamada inclusão), aos conflitos sociais e à cidadania considerando o modo como o sujeito é individuado pelo Estado em seu processo de identificação. A compreensão dos discursos (oficiais, sociais, do senso comum, e do conhecimento) da diferença e sobre as pessoas com deficiência, submetidas à segregação, e ao processo que se tem denominado “inclusão”, “acessibilidade” é crucial para a articulação entre linguagem, sujeito, escola e sociedade. O que é inclusão (social, escolar)? O que é educação (em geral, para a sociedade contemporânea, e para “especiais”)? São questões que direcionam a reflexão em torno das atividades propostas pelos dois grupos de pesquisadores. O que significa incluir, pensando-se tanto a inclusão social como escolar? Como a diferença é significada? Em que medida é atribuído à diversidade um papel no funcionamento consensual da sociedade? Como se marca a divisão do espaço urbano diante de políticas de acessibilidade, mobilidade, direito (à) na cidade?

            Uma primeira etapa, já em andamento, é a do Curso à distância de Aperfeiçoamento em Atividades Físicas Inclusivas para Pessoas com Deficiência. Para sua realização, foram elaboradas: uma coletânea, com textos básicos de reflexão para a prática de formação de professores que trabalham na rede pública, e que recebem pessoas com deficiência, e aulas para mil alunos de todo o país investidos nesta formação. Esse curso recebe o apoio da SECADI/MEC.

            O segundo módulo consiste na realização de coleta de material de pesquisa, entrevistas e gravação de aulas do Curso de Especialização em Esportes e Atividades Físicas Inclusivas, que é realizado em diversas cidades de Minas Gerais. Este está previsto para acontecer nos meses de setembro e outubro. Tanto o curso de Aperfeiçoamento quanto o de Especialização fazem parte da Rede de Formação Continuada da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (SECADI/MEC) e também da Universidade Aberta do Brasil – (UAB).

            Por fim, o terceiro módulo diz respeito ao desenvolvimento de uma pesquisa em parceria com duas instituições internacionais, uma em Bogotá e outra em Paris.

            Esses três módulos dão início a diversas outras atividades tais como participação em grupos de estudo e reuniões de trabalho, ações conjuntas para desenvolvimento de projetos de pesquisa comuns, realização de seminários, debates, mesas-redondas e outros encontros de interesse científico, além da publicação de artigos e livros. 

            Fazem parte da equipe de pesquisadores do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem os mestrandos: André da Silva Barbosa, Alessandra Nogueira Fernandes, Heloisa Helena dos Santos, Josiane Fonseca Chináglia, Priscilla Ferreira da Silva, Stella Maris Rodrigues Simões, Tatiane Freitas de Souza, Allan Strottmann Kern e Patrícia de Campos. E as professoras: Eni Puccinelli Orlandi, Caciane Medeiros, Débora Massmann, Greciely Cristina da Costa, Juliana Cavallari, Renata Bianchi de Barros.

 

Professora do Mestrado em Ciências da Linguagem participa de banca de Concurso de Livre-docência na USP.

 

A professora do Mestrado em Ciências da Linguagem Dra. Maria Onice Payer participou, entre 5 a 7 de agosto de 2013, da banca do Concurso de Livre-docência, no Departamento de Letras Modernas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (USP), na área de Estudos Linguísticos e Literários em Inglês, em que se inscreveu e foi aprovada a Professora Dra. Marisa Grigoletto (foto ao lado). A tese de livre-docência da Professora Marisa, que já esteve participando de mesas-redondas promovidas pelo MCL na UNIVAS em anos anteriores, inscreve-se na área de análise de discurso e ensino de língua estrangeira. Com o título “A Língua Inglesa em Representações: Imagens da Língua nos Discursos Político-Educacional e Midiático e Reflexos em Modos de Subjetivação”, a tese versou sobre a produção de imagens sobre a língua inglesa em discursos político-educacionais no contexto do capitalismo globalizado, e a participação da mídia impressa e publicitária na intensa circulação dessas imagens no imaginário social, bem como sua interferência nos processos de subjetivação dos sujeitos envolvidos na Educação. Também estiveram presentes na banca os professores Lynn Mário Trindade Menezes de Souza e Walkyria Maria Monte Mór, ambos do DLM-FFLCH/USP e Maria José Coracini e Kanavillil Rajagopalan, do IEL/UNICAMP. 

Professora do Mestrado em Ciências da Linguagem lança Livro em Minas Gerais

 

A Professora do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem da UNIVÁS, Renata C. Bianchi de Barros participou da sessão de lançamento de livros no dia 08 de julho de 2013 que aconteceu durante o durante o I CONBALF – Congresso Brasileiro de Alfabetização. O livro Educação e Saúde: considerações sobre o processo de integração e inclusão escolar, objetiva sensibilizar a comunidade acadêmica, na sua intersecção com a escola, para a importância da ampliação do debate a respeito das Políticas Públicas Educacionais como Política Social. A professora Renata C. Bianchi de Barros participa da organização desse livro em parceria com os colegas Dr. Fernando C. Paulino-Pereira e Dra. Jáima P. de Oliveira, contribuindo de forma significativa para a formação dos educadores, colocando em cheque a responsabilização individual da dificuldade em efetivar processos educacionais junto a alunos com deficiência e/ou com necessidades educacionais especiais. O evento, realizado nas dependências da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em Belo Horizonte, contou com a presença das Professoras Dra. Maria do Rosário Longo Mortatti e Ms. Sandra Puliezzi que prestigiaram o evento e também lançaram títulos na ocasião.

 

 

 

Professora do Mestrado em Ciências da Linguagem apresenta trabalho no 61º GEL

 

A Professora Greciely Costa do Mestrado em Ciências da Linguagem participou, em onze de Julho, do 61º Seminário do GEL - Grupo de Estudos Linguísticos do Estado de São Paulo. A pesquisadora compôs o Simpósio "Discurso, Cidade, Corpo e Tecnologia: Movimento de Sentido e Políticas da Significação", no qual se discutiu os sentidos que se produzem na relação entre Cidade, Corpo e Tecnologia. Fizeram parte desse simpósio os pesquisadores do Laboratório de Estudos Urbanos (LABEURB) da Unicamp, Marcos Barbai e Cristiane Dias, e a professora Dantielli Assumpção Garcia da União das Faculdades dos Grandes Lagos. Os trabalhos apresentados se propuseram, a partir da Análise de Discurso, a produzir reflexões que, sustentadas pelo arquivo de trabalho, articulassem a relação cidade e tecnologia como algo que se dá na história e na sociedade, afetando o modo como vivemos e nos relacionamos com o espaço e com os sujeitos. Nesta perspectiva, Greciely Costa apresentou a análise do curta-metragem argentino de animação El Empleo, com o título:  "A produção de imagens do corpo e seus modos de significação". Ela buscou compreender de que modo a formulação equívoca do corpo, na imagem, se dá no encontro entre memória e metáfora e desestabiliza as relações sociais. É importante assinalar que essa reflexão faz parte das pesquisas desenvolvidas no interior do Projeto Imagens em suas Discursividades, que é coordenado pela Professora Greciely, na Univás. Já a pesquisadora e coordenadora do simpósio Cristiane Dias apresentou o trabalho "O corpo da cidade na tela do computador". Marcos Barbai falou sobre "Tecnologia e segurança: políticas de significação no corpo da cidade". E ainda, Dantielli Assumpção Garcia analisou o discurso da marca das vadias, cujo título de sua exposição foi "Marcha das vadias nas redes sociais: um discurso da militância?".

 

Professora do Mestrado em Ciências da Linguagem participa da 3ª Conferência Municipal de Cultura de Pouso Alegre

 

A Universidade do Vale do Sapucaí (Univás) apoiou a 3ª Conferência Municipal de Cultura de Pouso Alegre que ocorreu durante todo o dia 10 de julho de 2013, no Teatro Municipal da cidade. O evento contou com a participação da comunidade para debater as prioridades para a construção do Plano Municipal de Cultura. Durante o evento o consultor da Unesco Alysson Amaral, responsável por acompanhar a realização das Conferências Municipais e o Sistema Nacional de Cultura em Minas Gerais, comentou sobre a “Implementação do Sistema Nacional de Cultura (SNC)”. A palestra abordou os impactos da Emenda Constitucional do SNC na organização da gestão cultural e na participação social nos três níveis de governo (União, Estados/Distrito Federal e Municípios). O tema “Produção Simbólica e Diversidade Cultural” foi apresentado pela coordenadora, professora e pesquisadora do curso de História da Univás, Andrea Silva Domingues, que também é docente do Mestrado em Ciências da Linguagem. O assunto abordou o fortalecimento da produção artística e de bens simbólicos e da proteção e promoção da diversidade das expressões culturais, com atenção para a diversidade étnica e racial. O palestrante Adair Rocha, que é professor de Comunicação Social na Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro e na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) falou sobre “Cidadania e Direitos Culturais”, com foco na garantia do pleno exercício dos direitos culturais e consolidação da cidadania, com atenção para a diversidade étnica e racial. Ainda foi tratado o tema “Cultura e Desenvolvimento” com a palestrante Ana Maria Beraldo, que é jornalista egressa do curso de Jornalismo da Univás, produtora, pesquisadora e empreendedora de projetos de arte e cultura.

 

Conferência "Um dispositivo teórico para a reflexão sobre a TradAutoria"

 

 

Aconteceu em dia 14 de Junho a conferência "Um dispositivo teórico para a reflexão sobre a TradAutoria", ministrada pela Profa. Dra. Solange Mittmann, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). O evento foi promovido pelo Núcleo de Pesquisas em Linguagem - NUPEL - do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem. A discussão em torno do tema da tradautoria levantou questões acerca da relação entre tradução e lugares sociais, da figura do tradutor, da função-autor, da tradução e identificação, da autoria e determinação histórica etc. Com essas questões, o que mostrou a Profa. Dra. Solange Mittmann é que a tradução é processo discursivo que se constitui no jogo entre equívoco e interpretação. Muitos alunos e professores do mestrado participaram do evento.

 

Professora do Mestrado em Ciências da liguagem participa de debate promovido pelo INATEL

 

A Profa. Dra. Andrea Silva Domingues, coordenadora do Curso de História e professora do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem, participou, no dia 12 de junho, do debate Papo Cabeça sobre o filme À sombra de um delírio verde. Na ocasião, a professora falou sobre o deslizamento de sentidos que funciona no discurso do filme. O evento foi promovido pelo Instituto Nacional de Telecomunicações (INATEL), campus de Santa Rita do Sapucaí, sob a coordenação do Prof. Wander Wilson Chaves.
 

​Grupo de Pesquisa “Materialidade do Sujeito, Corpo, Sentido” realiza reunião de trabalho
 
O Grupo de Pesquisa “Materialidade do Sujeito, Corpo, Sentido”, coordenado pela Profa. Eni Orlandi, realizou no último dia 13 de junho, reunião de trabalho nas dependências do Nupel – Núcleo de Pesquisa em Linguagem, da Univás. A proposta do grupo é refletir sobre as relações entre corpo e ideologia e como isso afeta os modos como o sujeito lida com seu próprio corpo, pensado como matéria significante, e como este corpo é significado na sociedade e na história. Fazem parte do grupo pesquisadores e alunos de pós-graduação e graduação da Univás. Há também colegas pesquisadores de outras instituições que têm interesse pelo tema.

​Professora do Mestrado em Ciências da Linguagem participa de congresso na Espanha

A Profa. Mirian dos Santos participou, no mês de maio, do XIII Congresso Internacional IBERCOM – Comunicacion, Cultura e Esferas de Poder, realizado na cidade de Santiago de Compostela, na Espanha. O Congresso reuniu pesquisadores de diversos países, que têm como foco de estudo os processos de comunicação e as relações que se estabelecem entre eles e a sociedade de forma geral. Profa. Mirian apresentou sua comunicação oral intitulada Representações do corpo na publicidade: um estudo com peças publicitárias "Ipanema Gisele Bündchen", escrita em coautoria com os professores Luciana Coutinho Pagliarini de Souza (Uniso) e Guilherme Carrozza (Univás) e na qual faz uma análise de anúncios publicitários.

Professores e alunas do Mestrado em Ciências da Linguagem participam de encontro de pesquisa no campus da Universidade de Sorocaba.


O Grupo de Pesquisa Interinstitucional “Arte, mídia e discurso - interfaces e produção de sentido”, que congrega docentes e alunos do Mestrado de Ciências da Linguagem da UNIVÁS e do Mestrado em Comunicação e Cultura da UNISO, realizou nova reunião de debates, desta vez no campus de Sorocaba/SP, no dia 17 de maio de 2013, com presença expressiva de participantes. Coordenado respectivamente pelas professoras Dra. Mirian dos Santos da UNIVÁS e Dra. Luciana Coutinho Pagliarini de Sousa da UNISO, o grupo reúne-se regulamente para discutir questões que envolvem processos comunicativos que constituem sentidos na interface entre os campos midiáticos e artísticos na modernidade.   
No encontro, duas mestrandas de Ciências da Linguagem apresentaram os resultados de pesquisas desenvolvidas no programa: Ellissa Castro Caixeta de Azevedo apresentou “Flagrantes do discurso urbano: o grafite dos irmãos Pandolfo” e Monica Fernandes Rodrigues apresentou “O poético (re)clama o sentido: a materialidade da língua nas redações de vestibulandos”. Por sua vez, o professor Dr. João Baptista de Almeida Junior fez um relato de pesquisa em andamento sobre “A concepção de Arte nos enfoques semiótico e discursivo”. Aberto o debate, o grupo de comunicadores recebeu questões e contribuições significativas dos colegas da universidade parceira.
O próximo encontro está agendado para dia 28 de junho no campus Fátima (Pouso Alegre).

Mestrado em Ciências da Linguagem promove V Seminário Aberto "Conhecimento e Sociedade: Gestos de Interpretação e Autoria"



Aconteceu em 23 de maio o V Seminário Aberto Conhecimento e Sociedade: Gestos de Interpretação e Autoria, promovido pelo Núcleo de Pesquisas em Linguagem (NUPEL) do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem. Pesquisadoras professoras do Mestrado apresentaram suas pesquisas, que versam sobre os gestos de leitura, interpretação e autoria, tomando a linguagem como lugar de observação dos discursos da mídia, de materiais didáticos de língua inglesa e do corpo. A Profa. Dra. Caciane Souza de Medeiros tratou da questão da inclusão a partir de processos de significação instaurados pelo discurso midiático. A Profa. Dra. Juliana Santana Cavallari expôs uma análise sobre o modo como conhecimento e sociedade são retratados, interpretados em língua inglesa em livros didáticos, considerando a leitura como acontecimento discursivo. A Profa. Dra. Renata Chrystina Bianchi de Barros falou sobre a pedagogização do corpo e sobre a letra enquanto traço da entrada do sujeito na linguagem. Muitos alunos e professores marcaram presença no evento, participando do debate suscitado pelos trabalhos apresentados.

Profa. Eni Orlandi apresenta conferência na 11ª Semana Nacional dos Museus



A Profa. Dra. Eni Puccinelli Orlandi, coordenadora do Mestrado em Ciências da Linguagem, participou da 11ª Semana Nacional dos Museus, em Pouso Alegre, no dia 16 de Maio. A professora proferiu, no Museu Histórico Municipal Tuany Toledo, a conferência intitulada "Museus (memória + criatividade = mudança social)". Na ocasião, estavam presentes alunos de graduação, de mestrado e professores da Univás, além de autoridades da cidade. Em sua apresentação, Eni P. Orlandi considerou o museu enquanto prática de significação, instituição do Estado que individua os sujeitos. Distinguindo diferentes formas de memória como a memória metálica e a memória de arquivo, a professora destacou ainda o fato de a memória discursiva ser estruturada pelo esquecimento. Afirma que, discursivamente, faz parte da materialidade do sujeito a inscrição de seu corpo em seu processo de significação. Esta inscrição se dá como resultado do modo como o sujeito, tendo sido constituído pela interpelação ideológica, é individuado e se identifica ao se inscrever na formação discursiva.  É nessas condições que se dá a “entrada” do sujeito na instituição museu enquanto prática de significação. Do modo de sua “entrada”, ou seja, de seu gesto de interpretação resultam os efeitos de sentido que o afetarão: em sua subjetividade, em seu corpo, em seu modo de significação.  É nestas condições que a memória funciona na relação com o desejo do sujeito: túmulo ou tesouro. A abertura de sentidos outros, a retomada com seus deslizamentos, ou o silenciamento, a cristalização do sujeito e do sentido no já dito, no estabilizado e que já não se movimenta no processo de significação. Lugar do mesmo e da repetição, lugar de que a historicidade se retira e o sujeito é só uma imagem já pré-fixada. Espaço dos silêncios da memória. Que se abrem para outros sentidos roçados pelo desejo, já que o esquecimento – introdução do nada como força do significar – faz , na contramão, movimentar-se a memória. Confronto e contradição se tocam. O Museu, como prática de significação, envolvendo o sujeito em sua materialidade, corpo e sentido, é a prática do esquecimento que se movimenta, na significação, pelo desejo.

Foto: Ascom Câmara de Pouso Alegre

Professores do Mestrado participam do 10º Congresso de Iniciação Científica da Univás



Os professores Guilherme Carrozza, Andrea Silva Domingues, Débora Massmann e Greciely Costa, que fazem parte do corpo docente do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem, participaram do 10º Congresso de Iniciação Científica da Univás - Universidade, Conhecimento e Mundialização. A Profa. Dra. Débora Massmann ministrou, no dia 14, a oficina "Como fazer um projeto de pesquisa em ciências humanas". A Profa. Dra. Greciely Costa participou como debatedora nas apresentações orais resultantes de projetos de Iniciação Científica, no dia 15. A Profa. Dra. Andrea Silva Domingues fez parte da Comissão Científica e atuou como avaliadora de pôsteres. Também atuou como avaliadora de pôsteres a Profa. Dra. Renata C. Bianchi de Barros e o  Prof. Dr. Guilherme Carrozza atuou, juntamente com a Profa. Ana Beatriz Alkmim Teixeira Loyola, como coordenador geral do evento.

Grupo de pesquisa DISUPI promove reunião com pesquisadores

O Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem, através de seu Núcleo de Pesquisas em Linguagem (Nupel), promoveu nesta última quinta-feira, dia 16 de Maio, uma reunião do Grupo de Pesquisa DISCURSO, INDIVIDUAÇÃO DO SUJEITO E PROCESSOS IDENTITÁRIOS - ESPAÇO, ACONTECIMENTO E MEMÓRIA NO SUL MINEIRO (DISUPI), que é coordenado pela Profa. Dra. Eni Puccinelli Orlandi. O projeto desenvolvido no interior desse grupo de pesquisa reúne alunos e professores que refletem sobre os processos de individuação produzidos por diferentes narratividades na relação com a memória discursiva, e também de diferentes instituições e seus discursos, a partir da análise de manifestações e práticas específicas que interferem na produção de sentidos e na produção de identidades na região sul-mineira, particularmente. O projeto que leva o mesmo nome do grupo de pesquisa é financiado pela Fapemig.

Mestrado em Ciências da Linguagem realiza conferência com o Prof. Fernando Cesar Paulino-Pereira, da UFG



Aconteceu no dia 8 de maio, a Conferência "A violência doméstica que ecoa na escola", ministrada pelo Prof. Fernando César Paulino-Pereira (UFG). O ponto principal de discussão, neste evento, foi o debate sobre os acontecimentos contemporâneos da violência na cidade que permeiam o entorno familiar e a infância e chegam à escola. Foram questionados estudos acerca da relação entre a violência doméstica contra a criança e a alteração de comportamento e de atenção sem foco face à construção de uma sociedade medicalizada.

 

Mestrado em Ciências da Linguagem promove aula inaugural



No dia 14 de março, aconteceu a aula inaugural do Mestrado em Ciências da Linguagem no salão de eventos da Unidade Fátima da Universidade do Vale do Sapucaí (Univás).

A palestra foi ministrada pela professora Mónica Zoppi-Fontana, do Instituto de Estudos da Linguagem (IEL), da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). A convidada tratou do tema "Correr ou pensar. Produção e divulgação de conhecimento nos tempos atuais".

Após a palestra foram lançados os livros da coleção Linguagem & Sociedade, produzidos no interior do programa e que reúnem textos de autores de renome nacional e internacional.



 

Livro de autoria de Eni Orlandi tem resenha publicada em revista da Espanha


O livro “Análisis de Discurso: princípios y procedimientos”, de Eni Orlandi, traduzido no Chile por Elba Soto, foi resenhado por Miguel Alvarado Borgoño, para a revista “La Torre Del Virrey” publicada na Espanha. A publicação é destinada a estudos culturais e é também publicada em meio eletrônico e pode ser acessada pelo endereço http://www.latorredelvirrey.es/revista.php



Para acessar a resenha na íntegra, clique aqui

​Professora do Mestrado em Ciências da Linguagem coordena sessão de comunicação no VII JEL, na UERJ.



A profa. Telma Domingues da Silva participou do VII JEL – Jornadas de Estudos da Linguagem, de 5 a 7 de dezembro de 2012, como coordenadora da sessão de comunicação intitulada “Processos de significação em Imagens: reflexões e análises”.

A sessão foi composta de quatro trabalhos que abordavam a questão da imagem pela perspectiva da análise de discurso: “Fotos de acervo: gestos de interpretação entre um ‘passado’ e um ‘presente’”, Telma Domingues da Silva (UNIVAS), “Gestos de interpretação e olhar(es) nas fotos de Curt Nimuendaju: Indios no Brasil”,  Tania Conceição Clemente de Souza (Museu Nacional – UFRJ), “Mídia, sujeito e sentidos: uma análise da imagem em propagandas de televisão”, Silmara Cristina Dela-Silva (UFF/FAPERJ), “Por uma análise do discurso do cinema-documentário: a questão da moradia, os sentidos e os sujeitos no espaço urbano carioca”, Maurício Beck (Pos-doc FAPERJ-UFF).
Embora com essa proposta comum de abordar a imagem na perspectiva da análise de discurso, os trabalhos mostraram diversidade, trazendo diferentes relações interpretativas e materialidades distintas, considerando-se a constituição, formulação e circulação – conforme a distinção proposta por Orlandi – das imagens em suas diferentes discursividades (cinema-documentário, publicidade, constituição de arquivos públicos).  
No mesmo evento, em outra sessão de comunicação, duas ex-alunas do mestrado em Ciências da Linguagem da UNIVAS, orientadas pela professora Telma Domingues da Silva, apresentaram resultados de suas pesquisas: “Eleições presidenciais 2010: mergulho no acontecimento discursivo”, Ana Eugênia Nunes de Andrade, e “A materialidade do discurso político no texto publicitário: o slogan em uma campanha eleitoral municipal”, Cyntia Andrade.

MESTRADO E DOUTORADO

Programa de Pós-Graduação

em Ciências da Linguagem